Automação

Objectivos

1. A aprendizagem das tecnologias e metodologias básicas da automação industrial.

2. Dotar os alunos de capacidade de raciocínio abstracto na modelação de processos de automação de baixa a média complexidade, com o auxílio das metodologias e tecnologias ensinadas.

3. Desenvolver nos alunos a capacidade de realizar soluções concretas de automação, nomeadamente com o recurso à prática laboratorial.

4. Desenvolver nos alunos a capacidade na procura de equipamentos adequados a diferentes problemas de automação, disponíveis no mercado.

Caracterização geral

Código

10493

Créditos

6.0

Professor responsável

Luís Filipe Figueira Brito Palma

Horas

Semanais - 4

Totais - 56

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos

Preferencialmente os alunos deverão apresentar frequência das disciplinas de Teoria de Sistemas
e Electrónica Geral, ou equivalentes.

Bibliografia

L. Brito Palma (2019), "Tecnologias de Controlo e Automação Industrial", Universidade Nova de Lisboa - FCT – DEEC.
J. Norberto Pires (2012), "Automação Industrial", Edições ETEP - Portugal.
E. Mandado Pérez, J. Acevedo, C. Silva, J. Quiroga (2009), "Autómatas Programables Y Sistemas de Automatización", Ediciones Técnicas Marcombo - Spain.
J. Caldas Pinto (2004), "Técnicas de Automação", Edições ETEP - Portugal.
A. Francisco (2003), "Autómatos Programáveis", Edições ETEP – Portugal.
J. Matias, L. Leote (1993), "Automatismos Industriais – Comando e Regulação", Didáctica Editora - Portugal.

Método de ensino

Aulas teórico-práticas: apresentação de conceitos, análise de técnicas e metodologias, discussão de casos estudados.
Aulas práticas: realização de projectos em automação, envolvendo as componentes de especificação, desenvolvimento de soluções e implementação.

Método de avaliação

Os estudantes são avaliados individualmente, e oralmente, sobre cada trabalho laboratorial realizado em grupo de no máximo três estudantes, tendo como base os respectivos relatórios, participação nas aulas e desempenho ao longo do semestre.
Para obtenção de frequência cada estudante terá de frequentar no mínimo 67% das aulas práticas.
A classificação final é o resultado da média aritmética das classificações de três trabalhos laboratoriais.

Conteúdo

1. Introdução à unidade curricular. Sistemas dinâmicos, sensores e actuadores.
Especificações e projecto de sistemas de automação e controlo.
2. Sistemas digitais. Álgebra de Boole. Autómatas Finitos. Grafcet e Gemma.
Lógica cablada e lógica programada.
3. Tecnologia de controlo pneumático.
4. Tecnologia de controlo electromagnético. Tecnologia de controlo electropneumático.
5. Controladores lógicos programáveis (PLC): hardware e software. As cinco linguagens de programação de acordo com a norma IEC 61131-3. A linguagem "Ladder" (LD).
6. A linguagem "Instruction List" (IL).
7. A linguagem "Sequential Function Chart" (SFC). A linguagem "Function Block Diagram" (FBD).
8. A linguagem "Structured Text" (ST).
9. Implementação de controladores PID utilizando a linguagem ST.
10. Controlo de velocidade de máquinas eléctricas DC e AC. Variadores de velocidade.
11. Protocolos de comunicação industriais em redes: Modbus, CanOpen, Ethernet TCP-IP, Profinet, etc.
Sistemas de supervisão SCADA.
12. Introdução à Programação em Labview. Aplicação em sistemas SCADA.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: