Sociologia das Organizações

Objectivos

O programa da disciplina de Sociologia das Organizações procura fornecer os conceitos fundamentais da teoria organizacional e metodologias de diagnóstico para o estudo sociológico das organizações.

Referem-se como exemplo, empresas industriais, empresas de serviços, universidades, organismos de administração pública em geral, entre outros.

Caracterização geral

Código

10508

Créditos

3.0

Professor responsável

Paula Cristina Gonçalves Dias Urze

Horas

Semanais - 3

Totais - 50

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

ALMEIDA, J.F.; PINTO, J.M.: A investigação nas Ciências Sociais, Lisboa, Presença, 1980.

APSIOT (1999), Formação, Trabalho e Tecnologia, Oeiras, Celta.

BERTALANFY, Ludwig von (1973), Teoria Geral dos Sistemas, Petrópolis, Editora Vozes Lda.

CLEGG, Stewart R. (1998), As Organizações Modernas, Oeiras, Celta.

BERNOUX, Philippe (1985), Sociologie des Organisations, Paris, Seuil.

CUNHA, M. P; REGO, A,; CUNHA, R,; CABRAL-CARDOSO, C., (2003) Manual de comportamento organizacional e gestão, Lisboa, RH Editora.

EMERY, F.E. (1959), Caracteristics of Socio-Technical Systems, Londres, Tavistock.

FAYOL, Henri (1925), Admnistration Industrielle et Générale, Paris, Dunod.

FERREIRA, J. M., et al. (2001), Manual de Psicossociologia das Organizações, Alfragide, McGraw-Hill.

HALL, R. (1999), Organizations: structures, processes and outcomes. London, Sage.

HANDEL, Michael J. (ed) (2003), The Sociology of Organizations: Classic, Contemporary and Critical Readings, London, Sage.

HOFSTEDE, Geert (1997), Culturas e Organizações, Lisboa, Sílabo.

KOVÁCS, Ilona (2002), As Metamorfoses do Emprego. Ilusões e Problemas da Sociedade da Informação, Oeiras, Celta Editora.

MINTZBERG, Henry (1995), Estrutura e Dinâmica das Organizações, Lisboa, Dom Quixote.

MITCHELL, Terence R. and LARSON, James R. (1987) People in Organizations. An Introduction to Organizational Behavior, Nova Iorque, McGraw-Hill

PERROW, Charles (1981), Análise Organizacional, 3ª edição, São Paulo, Atlas.

ROBBINS, Stephen (1991), Organizational Behavior: Concepts, Controversies and Applications, Nova Iorque, Prentice-Hall

Salvendy G, Karwowski W (1994), Design of Work and Development of Personnel in Advanced Manufacturing, Wiley.

TEIXEIRA, Cláudio (1996), Organização do Trabalho e Factor Humano, Lisboa, IEFP.

WOODWARD, Joan (1977), Organização Industrial, São Paulo, Atlas.

 

Método de ensino

 

  • apresentação de temas, teorias, abordagens (utilização de formas de apresentação com powerpoint)
  • apresentação e discussão de filmes sobre casos, ou filmes documentais
  • visitas de estudo
  • apoio tutorial no desenvolvimento do trabalho empírico para o relatório

 

 

Método de avaliação

As regras para a avaliação de conhecimentos são as seguintes: 

1. Existirão duas formas de avaliação de conhecimentos:

a) avaliação contínua, ao longo do ano lectivo 

b) exame final.

2. Apenas serão admitidos na avaliação ao longo do ano lectivo os alunos que optam por este tipo de avaliação até quinze dias após o início das aulas.
 

3. A avaliação contínua implica a realização de um Relatório (até 30 páginas) elaborado sobre um tema escolhido do programa. Além do relatório escrito existem Workshops nas aulas - apresentação de um caso. 

4. Participação nas aulas.

5. A ponderação das provas será a seguinte:     

Participação nas aulas: 25%    

Workshop - Apresentação de um caso (estrutura organizacional): 25%     

Relatório: 50%
 

6. Avaliação por exame final O exame final consiste em provas escritas e orais. Serão aprovados na prova escrita os alunos que tiverem uma classificação 10 ou superior. Podem prestar provas orais os alunos que obtiverem uma classificação igual ou superior a 7 na prova escrita. Serão dispensados os alunos com classificação igual ou superior a 10 na prova escrita. 

7. Para a realização da disciplina é necessário que os alunos se inscrevam na página Moodle da disciplina.      

Conteúdo

 Sociologia das Organizações


1.Perspectivas teóricas e métodos de investigação.

Quadros teóricos de referência mais relevantes.
Métodos de investigação na Sociologia das Organizações.

2.A natureza das organizações.

O conceito de organização: sua natureza e configurações.
Tecnologia e organização na indústria e nos serviços.
Tipos de organizações da sociedade industrial e pós-industrial.

3.Inovação tecnológica e organizacional.

Experiências de inovação organizacional..
Desenho organizacional e inovação tecnológica e social.
Diagnósticos organizacionais e novos processos de gestão.

4. Cultura e poder (motivação, liderança e comunicação).

Poder, autoridade e tomada de decisão.
O conceito de "cultura" organizacional.
Motivação, Liderança e Processos de negociação.
Comunicação e empreendedorismo

 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: