Microbiologia A

Objectivos

Apreciar a diversidade microbiana e as relações entre os principais grupos de microrganismos numa perspectiva evolutiva, bem como a diversidade metabólica e estrutural. Adquirir conhecimentos básicos de genética microbiana.

 Executar e compreender as técnicas laboratoriais básicas de microbiologia. Observação (microscopia óptica), cultura e isolamento de microrganismos.

Caracterização geral

Código

5353

Créditos

6.0

Professor responsável

Paula Maria Theriaga Mendes Bernardo Gonçalves

Horas

Semanais - 4

Totais - 46

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Princípios básicos da bioquímica e biologia molecular.

Bibliografia

 

- M.T. Madigan et al., “Brock Biology of Microorganisms”, 12th ed., Pearson, 2009 (ou outras edições do mesmo livro).

Método de ensino

Aulas teóricas e aulas práticas de laboratório.

Método de avaliação

 

A avaliação será baseada em três testes, dos quais o 2º e o 3º são compostos por um componente que incide sobre a parte prática   e outro que incide sobre a parte teórica da disciplina. Para cada teste existirá uma nota correspondente à parte prática e outra nota correspondente à parte teórica. O 1º teste incide apenas sobre o componente teórico.  Para obtenção de aprovação, tanto a média aritmética dos 3 componentes dos  testes que contemplam a parte teórica como a média aritmética dos 2 componentes dos testes que incidem sobre a parte prática terá que ser superior a 9,5 valores. Para aprovação também é necessário obter um  mínimo de 8 valores no 3º teste teórico. O componente prático dos testes contribui com 35% da nota final e o teórico contribui com 50% da nota final. 15% da nota final resultará da apreciação do desempenho do aluno durante as aulas laboratoriais.

Serão ainda realizados 3 mini-quiz surpresa com 2 a 3 perguntas de resposta rápida no final de três aulas teóricas; estes pequenos testes contribuirão para adicionar entre zero (nenhuma resposta correcta) e 1,5 valores (todas as respostas correctas) à média dos testes teóricos.

A avaliação do desempenho durante as aulas laboratoriais terá 3 componentes que contribuem igualmente para a nota:

1) Conhecimentos e aptidões demonstrados durante as aulas, pontualidade e assiduidade

2) Mini-teste laboratorial individual

3) Classificação de uma folha de registo de entre as que são produzidas durante as aulas para registo dos resultados

 

As datas e locais de realização dos testes são os indicados na página de marcação de testes no CLIP. Se existir mais do que uma sala marcada no CLIP, serão enviadas por email instruções sobre a distribuição dos alunos por salas.  

OS ALUNOS NÃO PODEM TER CONSIGO DURANTE OS TESTES QUAISQUER APARELHOS, TAIS COMO TELEMÓVEIS OU CALCULADORAS OU OUTROS.

A frequência das aulas práticas é obrigatória para alunos não repetentes. Para obter frequência, o aluno não poderá faltar a mais do que 2 aulas práticas.

Os alunos repetentes que obtiveram aproveitamento à parte prática deverão realizar apenas o componente teórico dos testes e não podem inscrever-se nos turnos práticos.

Tal como estabelecido no perfil curricular da FCT/UNL, os testes substituem a Época Normal de Exame. O exame de recurso (melhoria de nota) incide obrigatoriamente sobre os componentes teórico e prático. O exame de recurso (aprovação) incide apenas sobre o componente, teórico ou prático, onde a aprovação é requerida. Para obtenção de aprovação no Exame de Recurso a nota terá que ser superior a 9,5 valores. 

 

Conteúdo

 Aulas Teóricas

1.Caracteristicas e funções comuns a todas as células. Filogenia Molecular. Os três domínios da Vida: Bacteria, Archaea e Eukarya. .A árvore da Vida. Os pilares do desenvolvimento da Microbiologia: aperfeiçoamento da microscopia e das técnicas de cultura em meio sólido .

2. Estrutura celular dos procariontes. Membrana plasmática: composição, estrutura e diferenças entre bactérias e arquebactérias. Estrutura e composição da parede em bactérias Gram- positivas e Gram-negativas e em arquebactérias. Alguns exemplos de inclusões celulares. Flagelos e mobilidade. Quimiotaxis

3.Estrutura da célula eucarionte: principais organelos. Origem endossimbiótica das mitocondrias e dos cloroplastos.

4.Curva de crescimento microbiano. Principais factores que afectam o crescimento microbiano: temperatura, pH e presença/ausência de oxigénio. Adaptações ao crescimento a temperaturas elevadas. Efeitos tóxicos do oxigénio. Modos de cultivo de Microrganismos. Introdução ao quimiostato.

5.Diversidade do metabolismo energético microbiano: aspectos gerais. Organoquimiotrofismo, Litoquimiotrofismo e Fototrofismo. Respirações aeróbias e anaeróbias: alguns exemplos. Fermentações.

6. Fotossíntese  anoxigénica e Fotossíntese oxigénica. Semelhanças, diferenças e distribuição filogenética. Autotrofismo: diferentes vias utilizadas pelos microrganismos. Fixação de azoto: o exemplo dos heterocistos das cianobactérias. Ciclos do carbono, do azoto e do enxofre: reacções mais importantes mediadas por microrganismos.

7.Visão geral da diversidade no domínio Bacteria. Principais grupos filogenéticos: características principais das proteobactérias, bactérias gram-positivas e cianobactérias. Visão geral da diversidade no domínio Archaea: caracteísticas principais dos microrganismos incluídos nos filos Euryarchaeota e Crenarchaeota.

8. Diversidade e relações filogenéticas entre os grupos de organismos eucariontes. Endossimbioses primárias e secundárias.

 9. Microbiologia Industrial: metabolitos primários e secundários. Produção de levedura de padeiro e de penicilina por Penicillium crysogenum.

10. Revisão dos princípios do Dogma Central da Biologia molecular. Principais diferenças entre a expressão genética em Eucariontes e Procariontes. Elementos genéticos : cromossomas, plasmídios, transposões, vírus. Estrutura geral dos vírus e propagação. Bacteriofagos (fagos). Fagos líticos e temperados. Quantificação de fagos.

11. Introdução à genética microbiana. Mutações e mutantes-tipos de mutações e consequências possíveis. Selecção e rastreio de mutantes. Mutantes auxotróficos.Selecção e rastreio de mutantes (continuação). Agentes mutagénicos. Teste de Ames.

12. Recombinação homóloga e sua importancia em processos de transferências génicas. Mecanismos de tranaferência génica em bactérias. Transformação: experiências de Griffith, competência em bactérias Gram positivas, detecção de transformantes. Transfecção. Transferências génicas mediadas por fagos: transdução generalizada e transdução especializada. Conjugação.

13. Introdução à tecnologia do DNA recombinante. O papel das endonucleases de restrição e da ligase. Elementos Genéticos que podem funcionar como vectores.

Aulas Práticas

Cultura, quantificação, observação microscópica e isolamento de microrganismos. 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: