Princípios e Estratégias de Promoção da Saúde

Objectivos

  Definir o conceito de Promoção da Saúde e a sua evolução histórica, identificar os seus componentes e princípios éticos subjacentes à sua prática; 

  Discutir grandes desafios para a promoção da saúde, considerando uma perspetiva multinível e os princípios e estratégias da promoção da saúde;

  Aplicar uma abordagem de ciclo de vida à compreensão de desafios de promoção da saúde;

  Distinguir os conceitos de educação para a saúde, literacia em saúde e empowerment;

  Aplicar modelos explicativos dos comportamentos de saúde à compreensão e intervenção nos grandes desafios da promoção da saúde;

  Identificar e descrever estratégias de apoio à mudança comportamental;

  Identificar e analisar criticamente estratégias de promoção da saúde, considerando uma perspetiva socioecológica;

  Aplicar um modelo de planeamento sistémico e participado para a análise de um problema de saúde pública concreto e intervenções relacionadas;

  Utilizar a evidência científica para o diagnóstico de um problema, considerando uma abordagem socioecológica;

  Utilizar a evidência científica acerca de um problema para analisar criticamente intervenções, considerando uma abordagem socioecológica e os princípios e estratégias de promoção da saúde;

Conhecer as vantagens e desvantagens da investigação participada de base comunitária. 

Caracterização geral

Código

9538

Créditos

4.0

Professor responsável

Ana Rita Oliveira Goes

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 32

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Licenciatura. 

Bibliografia

DICLEMENTE, R.J.; SALAZAR, L.F.; CROSBY, R.A. (2013) – Health behavior theory for public health. Principles foundations, and applications. Burlington: Jones & Bartlett. 

FREUDENBERG, N. (2014) – Lethal but legal. Corporations, consumption and protecting public health. New York: Oxford University Press. 

GLASGOW, R.E.; GREEN, L.W.; TAYLOR, M.V.; STANGE, K.C. – An evidence integration triangle for aligning science with policy and practice. Am J Prev Med 2012; 42 (6): 646-654.

Sorensen, K.; Van den Broucke, S.; Fullam, J.; Doyle, G.; Pelikan, J.; Slonska, Z.; Brand, H. for (HLS-EU) Consortium Health Literacy Project European – Health literacy and public health: A systematic review and integration of definitions and models. BMC Public Health 2012,

12:80.  http://www.biomedcentral.com/1471-2458/12/80

ISRAEL, B.A.; ENG. E.; SCHULZ, A.J.; PARKER, E.A..(Ed.) (2013) – Methods for community-based participatory research for health. San Francisco: Jossey-Bass. 2nd edition. 

Método de ensino

Para além da exposição e discussão dos conteúdos programáticos, serão também utilizados métodos ativos e orientados para a resolução de problemas. Os alunos serão desafiados a analisar criticamente problemas de saúde intervenções de promoção da saúde, considerando os conceitos, modelos, princípios e estratégias estudados. Serão também realizados exercícios para aplicação de estratégias específicas. 

A avaliação inclui a apreciação da participação individual durante as aulas e preparação dos trabalhos de grupo (10%), exercícios escritos individuais durate as aulas (20%) e um trabalho de grupo, com ponderação de 30% sobre a apresentação oral e 0% sobre a apresentação escrita. Para o trabalho de grupo, os alunos deverão escolher um tema relevante em promoção da saúde (por exemplo, obesidade infantil, tabagismo, saúde mental, atividade física) e realizar uma revisão de literatura que permita justificar a relevância do tema no contexto da promoção da saúde e abordar as recomendações para a intervenção e estratégias baseadas na evidência. Todos os trabalhos devem incluir uma componente de análise crítica que contemple questões implicadas em termos de: patogénese e salutogénese; educação para a saúde e literacia em saúde; políticas públicas; efetividade em promoção da saúde. 

Método de avaliação

A disponibilizar brevemente

Conteúdo

Evolução histórica do conceito de promoção da saúde. Valores éticos.

Abordagens segundo os modelos biomédico e salutogénico.

Abordagens e estratégias em promoção da saúde.

Modelos e estratégias de apoio à mudança comportamental. 

Conceitos de educação para a saúde, literacia em saúde e empowerment.

Abordagem por settings.

Promoção da saúde ao longo do ciclo de vida.

Parcerias, negociação e advocacia para a saúde.

Avaliação e investigação em promoção da saúde

Investigação participada de base comunitária na construção da saúde. 

Planeamento participado. 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: