Epidemiologia

Objectivos

  • Justificar a utilização da abordagem e dos métodos epidemiológicos em investigação e ambientes clínicos.

  • Enunciar e descrever os métodos epidemiológicos gerais, incluindo o desenho de estudos epidemiológicos e o cálculo, análise e interpretação de medidas epidemiológicas, nomeadamente as medidas de risco epidemiológico.

  • Identificar, avaliar e tomar em consideração os aspectos da validade da medição das exposições e dos resultados em contextos de saúde.

  • Conhecer os critérios de aplicação de programas de rastreio, bem como as medidas de validade de testes de rastreio, seu cálculo e interpretação.

  • Aplicar os resultados da investigação epidemiológica à prevenção e controlo da doença e problemas de saúde em cuidados de saude, designadamente prevenção da infecção, segurança do doente e qualidade dos cuidados.

  • Apreciar de forma crítica e sistemática relatórios de investigação epidemiológica e componentes de conhecimento de programas e relatórios na área da saúde clinica e de sistemas.

Caracterização geral

Código

9609

Créditos

5.0

Professor responsável

Pedro Manuel Vargues Aguiar

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 40

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Estar a frequentar o Mestrado EPIBIS

Bibliografia

  • BEAGLHOLE, R.; BONITA, R.; KJELSTROM, T – Basic Epidemiology – 2nd Ed. Geneva: World Health Organization, 2006.

  • PORTA, M.; GREENLAND, S; LAST, JOHN M., eds. - A Dictionary of Epidemiology. 5th ed. New York: Oxford University Press; 2008.

  • GORDIS, L. Epidemiologia, 4ª ed. Loures. Lusodidactica. 2011.

  • FRIIS, R; SELLERS, T – Epidemiology for Public Health practice. 5th Ed. Burlington: Jones & Bartlett; 2014.

  • BRIZ, T Epidemiologia e Saúde Pública. RPSP, Número Especial 25 Anos, 2009, p.35-50.

Método de ensino

 

As aulas consistem na apresentação teórica dos conceitos e métodos básicos, e em aulas teórico-prácticas em que são realizados exercícios orientados pelo docente em sala. Estas aulas são complementadas com outras de aplicação prática, realizadas por grupos de trabalho, incluindo a apresentação e discussão em turma dos trabalhos realizados. Dá-se especial atenção aos conceitos, enquadramentos dos problemas, resolução e interpretação num contexto de investigação em saúde (clinica, saúde publica e sistemas de saúde).

A avaliação ponderará com 35% a frequência e qualidade das intervenções durante as aulas presenciais e o trabalho realizado em grupo com apresentação oral em sala e discussão, e com 65% uma prova escrita individual de avaliação no final da Unidade Curricular.

Método de avaliação

A disponibilizar brevemente

Conteúdo

  • Definição, marcos históricos e desenvolvimento da epidemiologia.

  • Desenho, indicações, vantagens e desvantagens dos diferentes tipos de estudo epidemiológico.

  • Estudos epidemiológicos observacionais e estudos experimentais.

  • Cálculo, análise e interpretação das medidas epidemiológicas de frequência, associação e impacto.

  • Medidas de risco epidemiológico e sua utilização em contexto clínicos e de saúde publica.

  • Medição das exposições e dos resultados: os tipos de erro em epidemiologia.

  • Inferência causal.

  • Programas de rastreio: critérios de aplicação e medidas de validade de testes de rastreio,

  • Aplicações da epidemiologia à prevenção da infecção, segurança do doente e qualidade dos cuidados.

  • Apreciação crítica e sistemática de relatórios de investigação epidemiológica.

  • Avaliação critica de Estudos de caso.

  • Bases para o Desenvolvimento de protocolo de investigação.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: