Sociologia da Vida Quotidiana

Objectivos

a) Problematizar a abordagem sociológica do quotidiano através da observação e análise da vida quotidiana.
b) Conhecer e compreender os conceitos e as perspectivas teóricas de uma abordagem do quotidiano ressaltando para a análise sociológica dos processos de interação social proposta pelo interacionismo, pela fenomenologia e etnometodologia.
c) Analisar e compreender as práticas e os processos sociais da vida quotidiana a partir de objectos de estudo específicos, operacionalizando, deste modo, os quadros teóricos e as abordagens metodológicas apresentadas no âmbito da unidade curricular.
e) Explorar e problematizar a relação entre as dinâmicas do quotidiano e os princípios de ordenação social relativos a uma das cinco áreas temáticas apresentadas: quotidianos em contextos à margem; quotidianos relacionais, afetivos e virtuais; retratos e identidades no quotidiano; consumo no quotidiano e o quotidiano no espaço público ou na cidade.

Caracterização geral

Código

01100156

Créditos

6.0

Professor responsável

Ana Paula Bexiga Martins Arguelles Gil

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

Burguess, R. G. (1997 [1984, 1ª ed. orig.]). A pesquisa de terreno. Uma introdução. Oeiras: Celta.
Carmo, R.M. (2006). Contributos para Uma Sociologia do Espaço-Tempo. Oeiras: Celta
Certeau, M. (1998 [1980, 1ª ed.].A invenção do quotidiano. Artes de fazer, vol. I. Petropolis: Editora Vozes.
Coulon, A. (1996, 4ª ed. rev. [1987, 1ª ed.]). L’ethnométodologie. Paris: PUF.
Garfnkel, H. (1996). Studies in Ethnomethodology. Cambridge: Polity Press.
Goffman, E. (1993 [1959, 1ª ed. orig.]). A apresentação do Eu na vida de todos os dias. Lisboa: Relógio D’Água.
Maffesoli, M. (1989). O conhecimento do quotidiano. Lisboa: Veja Editora.
Pais, José Machado (2002), Sociologia da vida quotidiana. Teorias, métodos e estudos de caso. Lisboa: Imprensa de Ciências Sociais/ICS.
Schütz, A. (1970). Fenomenologia e relações sociais. Rio de Janeiro: Zahar Editores.
Simmel, G. (2005) [1ª ed.1903]. As grandes cidades e a vida do espírito. MANA 11(2):577-591.

Método de ensino

Trabalho de grupo – Este trabalho contemplará um enquadramento teórico-metodológico e a recolha de alguns dados empíricos, construído a partir de um artigo publicado em revistas científicas de Sociologia. Os artigos previamente selecionados retratam exemplos de investigação empírica que mobilizam abordagens teóricas e conceptuais, lecionados em aulas teóricas, tendo como temas e problemas, objetos da vida quotidiana.  A avaliação incidirá sobre o texto escrito do trabalho e a apresentação oral. 

Método de avaliação

Participação nas aulas(10%), Prova escrita (40%), Trabalho de grupo(50%)

Conteúdo

1. ABORDAGEM SOCIOLÓGICA DO QUOTIDIANO
• A Sociologia da Vida Quotidiana como modo de olhar a realidade
• Temporalidades e espacialidades: coordenadas do quotidiano
• Cenários, episódios e situações do quotidiano
• Métodos na abordagem da vida quotidiana
2. PARADIGMAS SOCIOLÓGICOS NA ANÁLISE DA VIDA QUOTIDIANA
• Da noção de Eu à concepção de sociedade
o G. Mead: Espírito, pessoa e sociedade
o H. Blumer: A posição metodológica do Interaccionismo simbólico
• O senso comum nos paradigmas interpretativos: fenomenologia, etnometodologia e a sociologia da experiência
• Ritualização e teatralização: o modelo dramatúrgico de E. Goffman
• A criação de símbolos e construção de identidades: Jean -Claude Kaufmann
• G. Simmel: Acção recíproca e tipos sociais / O nível social e o nível individual
• Tácticas e Estratégias do quotidiano: o trabalho de Michel de Certeau

3. INTERAÇÕES QUOTIDIANAS

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: