Problemáticas em Relações Internacionais

Objectivos

Desenvolver o espírito crítico dos doutorandos recorrendo à análise teórica das Relações Internacionais, de modo a que ultrapassem o nível elementar das meras análises estatísticas

Caracterização geral

Código

73218101

Créditos

10.0

Professor responsável

Henrique Nuno Pires Severiano Teixeira

Horas

Semanais - 2

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Estar inscrito no programa de doutoramento em Relações Internacionais do Departamento de Estudos Políticos da FCSH-UNL

Bibliografia

- AA. VV., Historia de las relaciones internacionales contemporâneas, Ed.Ariel, col. Ariel Historia, organização de Juan Carlos Pereira, Barcelona 2001 (prologo do livro).
- AA. VV., Philosophie des Rélations Internationales, Ed. Presses de Sciences Po, col. Références Inédites, textos coligidos por Frédéric Ramel, Paris 2002.
- Guillaume DEVIN, Sociologie des relations internationales, Ed.Editions de La Découverte, col. Repéres, n° 335, Paris 2002.
- Valérie-Barbara ROSOUX, Les usages de la Mémoire dans les Rélations Internationales. Le recours au passé dans la politique étrangère de la France a l'égard de l'Allemagne et l'Algérie de 1962 a nos jours, Ed. Etablissement Emile Bruylant, col. Organisation Internationale et Rélations Intemationales, prefacio de Bertrand Badie, Bruxelas 2001.
- André NOUSCHI, Petrole et relations internationales depuis 1945, Ed. Armand Colin, col. Collection U (Historic), Paris 1999.

Método de ensino

As sessões de doutoramento são integralmente dadas pelo docente, conquanto seja admitido - e até incentivado - o debate entre este e os alunos sobre a temática da aula.
Todas as sessões de PRI estão a cargo do docente, não se recorrendo a um sistema que opte por um conjunto de conferências ministradas por outros docentes ou especialistas (da FCSH ou não).
Esta regra admite excepções que, a acontecerem, não deverão exceder uma sessão em cada semestre.
Não se admite, a não ser em circunstâncias excepcionais, a apresentação de trabalhos escolares pelos doutorandos nas aulas, a não ser na última e nas aulas suplementares que possam suceder a esta, que são dedicadas à avaliação oral do trabalho escrito realizado por cada um deles (ver Método de Avaliação)

Método de avaliação

Apresentação Oral do Trabalho Final(50%), Trabalho Final Escrito (50%)

Conteúdo

TEMA 1° - Metodologia e epistemologia da História das Relações Internacionais na fase clássica da disciplina.
TEMA 2° - Metodologia e epistemologia da História das Relações Internacionais na actualidade.
TEMA 3° - Filosofia da História das Relações Internacionais.
TEMA 4° - Sociologia da História das Relações Internacionais.
TEMA 5° - Incidéncias da Memória Histórica no âmbito das Relações Internacionais
TEMA 6° - Questões económicas e Relações Internacionais
TEMA 7° - As Relações Internacionais na perspectiva dos Estudos de Área (I)
TEMA 8 - As Relações Internacionais na perspectiva dos Estudos de Área (II)
TEMA 9 - Os Estudos de Género no âmbito das Relações Internacionais
TEMA 10 - Geografia das Relações Internacionais
TEMA 11 - A Descolonização na História e Teoria das Relações Internacionais
TEMA 12 - A paz e a guerra na História e Teoria das Relações Internacionais
CONCLUSÃO: Que Futuro?  Perspectivas futuras das Relações Internacionais à luz da teoria e da história.