História da Ética

Objectivos

a) Adquirir uma compreensão aprofundada da relevância da História da Ética como parte integrante da própria Ética;

b) Adquirir um conhecimento aprofundado dos debates metodológicos e doutrinais no campo da Ética;

c) Adquirir um conhecimento aprofundado dos problemas e dos conceitos fundamentais da Ética;

d) Adquirir conhecimento aprofundado de textos fundamentais no âmbito disciplinar da Ética

e) Adquirir elevada capacidade de analisar, comparar, criticar e usar conceitos éticos e também de discutir autonomamente problemas e perspectivas doutrinais no campo da Ética;

f) Adquirir a capacidade para desenvolver investigação supervisionada no âmbito disciplinar da História da Ética, que responda a elevados padrões de rigor e exigência;

g) Adquirir a capacidade de desenvolver investigação autónoma no âmbito disciplinar da História da Ética.     

Caracterização geral

Código

722031048

Créditos

10.0

Professor responsável

António Jorge de Castro Caeiro

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

CAEIRO, António de Castro. (2008). O acesso a outrem como si no seu aí. in «Didaskalia» 38:1. 227-256. UCP. Lisboa.
2014. São Paulo. Apocalipse e Conversão. Lisboa. Alêtheia
HEIDEGGER, Martin, and Friedrich-Wilhelm von Herrmann. 1977. Sein Und Zeit. Vittorio Klostermann.
NIETZSCHE Online: http://www.nietzschesource.org/#eKGWB
NIETZSCHE
http://www.thenietzschechannel.com/library/library.htm
Lourenço, F. (2016). Bíblia. Lisboa: Quetzal.

Método de ensino

(A) A maior parte das aulas são de exposição com espaço para a intervenção livre e obrigatória dos alunos, para o esclarecimento da leitura de passagens relevantes dos textos em análise. (C) Algumas aulas são leccionadas no chamado regime de seminário, i.e., consistem em leitura, comentário e análise de texto (com recurso a pdf projectados por computador). (C) Por fim, algumas aulas consistem na discussão, com os alunos, de matérias já expostas e dos problemas que elas levantam.

Português com apoio tutorial em língua estrangeira

 

Método de avaliação

A meio do semestre os alunos realizam uma prova de frequência(20%), Assiduidade(10%), O principal elemento de avaliação é uma segunda prova de frequência no final do semestre(70%)

Conteúdo

O curso visa fazer um levantamento preliminar sobre o significado do conceito de «consciência» e como podemos obter um significado para ele através da experiência de vida. Partimos com o significado ambíguo, mas familiar, e tentamos avaliar a sua fixação em momentos decisivos na história do Pensamento Ocidental. Como foi que a consciência irrompeu? Identificamos a descrição do fenómeno em Aristóteles, na phronêsis. Depois, vemos sua transformação na syneidêsis escatológica de São Paulo. Procuraremos ver a interpretação de Nietzsche em Para além do Bem e do Mal e a interpretação mais radical na hermenêutica de Heidegger: o grito da consciência (Ruf des Gewissens) permite com outros fenómenos a configuração da autenticidade. Ser autêntico, ou ser você mesmo, implica compreender o que somos e tornar-se você mesmo. Ultrapassar («Überwinden») e «distorcer» («Verwinden») o Humano dentro de nós é ser transfigurado no caminho para si.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: