Arte e Experiência

Objectivos

a) Compreender, por um lado, a especificidade filosófica do questionamento estético e, por outro, a amplitude do campo disciplinar da Estética, o qual não se confunde mas se cruza com o da Filosofia da Arte;
b) Circunscrever a noção de experiência estética, a partir dos sentidos paradigmáticos que a palavra experiência” assume em Filosofia e do seu uso nos domínios da Arte, distinguindo as várias perspectivas acerca da definição e do conteúdo da experiência estética na sua dinâmica histórica;
c) Problematizar o sentido e a pertinência desta noção na compreensão e análise das várias modalidades artísticas contemporâneas e na recepção crítica das suas expressões.

Caracterização geral

Código

722031033

Créditos

10.0

Professor responsável

Bartholomew John Ryan

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

N/A

Bibliografia

HARAWAY, Donna. Staying with the Trouble: Making Kin in the Chthulucene. Durham and London: Duke University Press 2016.
HEIDEGGER, Martin. A Questão da Técnica. scientiæ zudia, São Paulo, v. 5, n. 3, p. 375-98. http://www.scientiaestudia.org.br/revista/PDF/05_03_05.pdf
JOYCE, James. Panaromas de Finnegans Wake. edição e tradução de Augusto e Haroldo de Campos, São Paulo: Editora Perspectiva, 2001.
KIERKEGAARD, Søren. The Lily in the Field and the Bird in the Air. Three Godly Discourses. Trans. Bruce Kirmmse, Princeton: Princeton University Press, 2016.
MORTEN, Timothy. The Ecological Thought. Cambridge, Harvard University Press, 2012.

Método de ensino

(a) A maior parte das aulas são aulas de exposição dialogada, isto é, de exposição teórica mas com espaço para perguntas e intervenção dos alunos, bem como para a leitura de passagens relevantes dos textos em análise.
(b) Algumas aulas são leccionadas no chamado regime de seminário, i.e., consistem em leitura, comentário e análise de texto.
(c) Por fim, algumas aulas consistem na discussão  com os alunos  de matérias já expostas e dos problemas que elas levantam.

Método de avaliação

O principal elemento de avaliação é um trabalho escrito com cerca de 12 páginas ;(70%), O segundo elemento de avaliação consiste numa breve apresentação e discussão oral; (f) assiduidade e a participação.(30%)

Conteúdo

O que é o pensamento ecológico? Onde o encontramos na arte e na filosofia? A filosofia e a arte têm algo a dizer-nos sobre o meio ambiente, na medida em que podem fazer-nos questionar a realidade. Neste curso exploraremos uma visão impressionante de possibilidade/actualidade ecológica na filosofia e na arte como uma forma de coexistência, crítica e criatividade neste planeta danificado. Navegaremos por diversos temas que podem incorporar uma nova forma de pensar e viver o pensamento ecológico: 1) Geografias Escuras no Nomos e Nômades da Terra, 2) Narrativas Multiespécies e Interpenetração, 3) Tecnologia e Caosmos, 4) Lentidão, Artes de Observar e Atividades de Alegria Subversiva, e 5) As Florestas como Sombra e Inconsciente da Civilização. Analisaremos e interrelacionaremos filósofos da modernidade com artistas e ecofeministas por forma a penetrarmos na vida e na possibilidade de um cosmopolitismo radical novo e vibrante.