Cibercultura

Objectivos

Procura-se com este seminário identificar as características e as condições que conduziram ao aparecimento – e crescente predomínio – da chamada cultura digital ou cibercultura. Demarcando-se do apego à superficialidade do presente que é habitualmente associado ao termo «cibercultura» enquanto disciplina académica, interrogam-se aqui as interpenetrações entre os campos económico, social, tecnológico e cultural que estão na origem da expressão e dos discursos que dela se apropriam. É dada particular relevância a um conjunto de textos fundadores que, através de uma adequada análise, permitirão estabelecer a ponte entre a sua «pré-história» e as suas manifestações contemporâneas.

Caracterização geral

Código

722011033

Créditos

10.0

Professor responsável

Jorge Manuel Martins Rosa

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável.

Bibliografia

TOFTS, Darren, JONSON, Annemarie e CAVALLARO, Alessio (orgs.), Prefiguring Cyberculture: An Intellectual History, Cambridge (MA) e Londres, The MIT Press, 2002.
HAYLES, N. Katherine, How we became Posthuman: Virtual Bodies in Cybernetics, Literature and Informatics, Chicago (IL), University of Chicago Press, 1999.
DOYLE, Richard, On Beyond Living: Rhetorical Transformations of the Life Sciences, Stanford (CA), Stanford University Press, 1997.
MAZLISH, Bruce, The Fourth Discontinuity: The Co-Evolution of Humans and Machines, New Haven (NJ) e Londres, Yale University Press, 1993.
BOLTER, J. David (1984), Turing’s Man: Western Culture in the Computer Age, Chapel Hill, The University of North Carolina Press, 1984.

Método de ensino

Exposição e discussão de temas a partir da análise de textos (fontes primárias e bibliografia crítica),incentivando a discussão na aula. As exposições obrigatórias e a participação num projecto colaborativo, enriquecem o seminário com a introdução de diferentes casos e perspectivas sobre a relação entre os textos fundadores da cibercultura e os seus agenciamentos actuais.

Avaliação: Participação nas discussões sobre os textos de apoio apresentados em aula e realização de um trabalho final, desdobrado em três fases: entrega de um projecto escrito, com indicação do plano de trabalho e respectiva bibliografia (20%); apresentação oral de 20 a 30 minutos, em aula, e respectiva discussão (20%); o ensaio final (50%).

Método de avaliação

A disponibilizar brevemente

Conteúdo

0.Para uma definição da cibercultura: da génese ou «proto-cibercultura» à sua omnipresença.
1.O binómio Embodiment (da informação) x Disembodiment (do sujeito).
1.1.Norbert Wiener e a redescoberta do prefixo «cyber».
1.2.As ligações à teoria matemática da comunicação. A informação à solta.
1.3.Agenciamentos contemporâneos (Estudos de caso). A noção de ciberespaço.
2.O binómio Humano x Maquínico.
2.1.Posicionamentos: Humano, Animal, Máquina.
2.2.Entre Alan Turing e Vannevar Bush: emulação da inteligência ou augmentation do intelecto?
2.3.De Clynes/Kline a Donna Haraway: O cyborg como construção sociocultural.
2.4.Agenciamentos contemporâneos (Estudos de caso). O que é ser cyborg: da teoria à prática.
3.O binómio Mecânico x Orgânico.
3.1.Em vez da mente, o corpo: Rumo ao pós-humano.
3.2.Da mente ao corpo, do corpo ao código: entre o pós-humano e o pós-vital.
3.3.Agenciamentos contemporâneos (Estudos de caso). Corpo e máquina: euforias e resistências.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: