Seminário em Planeamento e Gestão do Território

Objectivos

a) Consciencializar o aluno para as problemáticas do Planeamento, de gestão e do Ordenamento do Território, às diversas escalas (global, continental, nacional, regional e local);
b) Desenvolver a capacidade crítica e reflexiva do aluno sobre as principais problemáticas territoriais atuais bem como aumentar as suas competências de análise e de entendimento dos planos e demais instrumentos e mecanismos de ordenamento do território;
c) Aprofundar as capacidades do aluno em sede de proposta e elaboração de instrumentos e soluções em sede de planeamento e gestão territorial (após diagnóstico e análise), procurando relacionar os conceitos teóricos com a sua aplicação prática e em contextos reais (incluindo aspetos políticos, institucionais e legais);
d) Abordar as componentes e os mecanismos de governança, de participação e de envolvimento de actores na gestão e no planeamento territorial.

Caracterização geral

Código

711041062

Créditos

12.0

Professor responsável

João Alberto Figueira de Sousa

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 336

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

Ascher, F. (2010). Novos princípios do Urbanismo seguido de Novos compromissos Urbanos. Lisboa: Livros Horizonte.
Ferrão, J., (2011). O Ordenamento do Território como Política Pública. Lisboa: FCG.
Healey, P. (2007). Urban complexity and Spatial Strategies. Towards a relational planning for our time. The RTPI Library Series.
Kelly. E. D. & Becker, B. (2000). Community Planning. An Introduction to the Comprehensive Plan. Washington:Island Press.
Portas, N., Domingues, A., Cabral, J. (2011). Políticas Urbanas II – Transformação, Regulação e Projectos. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian.
Portas, N.; Domingues, A; Cabral, J. (2003). Políticas Urbanas -Tendências, Estratégias e Oportunidades. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, pp. 28-40.
Vasconcelos, L, Oliveira, R., Craser, U. (2009). Governância e participação na gestão territorial. Lisboa: Direcção Geral de Ordenamento do Território.

Método de ensino

Atendendo à natureza teórico-prática da UC, do ponto de vista metodológico privilegia-se a elaboração de uma proposta para a escala municipal de acordo com os objetivos da disciplina.
As aulas teóricas são lecionadas sob a forma de seminário, fornecendo os conteúdos necessários para as aulas práticas.
As aulas práticas baseiam-se na promoção da discussão de um tema com os alunos, relacionado com o trabalho prático, análise de planos de ordenamento do território, acompanhamento e orientação dos trabalhos práticos.
O trabalho prático é elaborado em grupo, sendo cada aluno responsável por uma componente específica. É dada especial atenção à integração das diversas componentes do trabalho e da responsabilidade dos diferentes elementos do grupo.
Ensino presencial.

Método de avaliação

Leituras e análise crítica de textos por recensão escrita e debate na aula (componente individual(25%), Apresentação de trabalhos prácticos e temáticos em método de ´Prós e contras´ (misto de componente individual e de grupo(25%), Elaboração de trabalho final (até 75 000 caracteres e com apresentação pública) sobre um território(50%)

Conteúdo

1) Os territórios contemporâneos e as mutações das escalas, das dinâmicas e das tipologias;
2) Análises e reflexões em torno das principais problemáticas actuais na Gestão e no Ordenamento do Território;
3) O posicionamento do Planeamento estratégico territorial: visionário, operacional, relacional e colaborativo;
4) Sistematização e análise de instrumentos de gestão territorial, às diferentes escalas;
5) Os principais aspectos político-institucionais, legais e socioeconómicos;
6) O conceito, a estratégia e a proposta no contexto do desenvolvimento do plano;
7) A gestão territorial em contextos de aprofundamento das dinâmicas de governança;
8) Desenvolvimento, apresentação e discussão de projectos de trabalho de seminário.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: