Mestrado em Ciências da Comunicação

Objetivos educativos

1) Saber desenvolver e aprofundar os conhecimentos obtidos ao nível do 1º ciclo na área das Ciências da Comunicação como parte hoje essencial das Ciências Sociais e Humanas, entendendo a posição estratégica dos fenómenos comunicacionais nas sociedades contemporâneas;

2) Entender a posição das Ciências da Comunicação e das respetivas áreas de especialização na epistemologia das Ciências Sociais e Humanas, das quais recebe múltiplos contributos e para as quais contribui; saber definir objetos e metodologias para investigações próprias em Ciências da Comunicação e aplicar-lhes os seus conhecimentos, nomeadamente em situações novas e não familiares e nos campos específicos que permanentemente se desenvolvem nesta área;

3) Saber desenvolver uma investigação com rigor científico no campo das Ciências da Comunicação ou num contexto multidisciplinar, de modo que o diálogo com outros campos do saber não constitua um impedimento mas sim um incentivo à afirmação de um domínio próprio do saber;

4) Desenvolver a capacidade de comunicar as suas metodologias e conclusões, e os conhecimentos e raciocínios a elas subjacentes, por escrito ou oralmente, quer a especialistas, quer a não especialistas, de uma forma clara e argumentada;

5) Compreender a especificidade da variante de especialização escolhida;

6) Adquirir competências que permitam, em continuado diálogo com o conhecimento científico e extra-científico, desenvolver com autonomia uma aprendizagem ao longo da vida.

Caracterização geral

Código DGES

9272

Ciclo

Mestrado (2.º Ciclo)

Grau

Mestre

Acesso a outros cursos

Ciclo de estudos conducente ao grau de doutor . Sobre as condições específicas de acesso aos cursos de doutoramento consulte-se os regulamentos dos cursos de doutoramento da FCSH.

Curso reconhecido para efeitos de progressão de carreira dos professores do(s) grupo(s) de recrutamento 200 e 240, como previsto no Estatuto da Carreira dos Educadores de Infância e dos Professores dos Ensinos Básico e Secundário.

Coordenador

Carla Maria dos Santos Filipe Batista

Data de abertura

2020-09-14

Número de vagas

80

Propinas

1200 Euros/ano ou 2500 Euros/ano (para estudantes estrangeiros)

Horários

Presencial Pós-Laboral

Idioma de ensino

Língua Portuguesa

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 3 semestres
Créditos totais: 93 créditos (60 em unidades curriculares + 33 na componente não letiva)
Modalidades de componente não letiva: Dissertação, Trabalho de Projeto ou Estágio com Relatório.
O grau de mestre corresponde ao nível 7 do QNQ/QEQ - Quadro Nacional de Qualificações/Quadro Europeu de Qualificações.

Condições de acesso

As condições de acesso e ingresso estão estipulados no artigo 5o do regulamento do CE considerando as condições estabelecidas na legislação nacional, nomeadamente: a)Possuir o grau de licenciado, ou equivalente legal; b)Titulares de um grau académico estrangeiro que seja reconhecido pelo Conselho Científico (CC) da FCSH; c)Ser detentor de um currículo escolar, científico ou profissional, reconhecido pelo CC da FCSH. Os candidatos são seleccionados e seriados tendo em conta a licenciatura na área, a classificação de licenciatura, o curriculo académico e científico, a experiência profissional, privilegiando-se a afinidade da formação académica e científica e do curriculo com a área das Ciências da Comunicação. Poderá ser realizada entrevista, designadamente nos casos em que se pretenda aprofundar a candidatura.

Regras de avaliação

1) Para a frequência das unidades curriculares do mestrado não são exigidas precedências obrigatórias. 2) Ao diploma de pós-graduação é atribuída uma classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do diploma de pós-graduação é a média, por crédito, das classificações obtidas nas unidades curriculares em que o aluno realizou os 60 créditos da componente curricular do mestrado. Ao grau de mestre é atribuída a classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do grau de mestre será a média da classificação final da componente curricular do curso, com o peso de 40%, e da classificação atribuída à dissertação ou ao trabalho de projeto, com o peso de 60%.