Pós-Graduação em Gestão e Políticas de Ciência e Tecnologia

Objetivos educativos

Este curso pretende contribuir para a melhoria sustentada dos processos de formulação e implementação de políticas de Ciência e Tecnologia, ao nível dos seus objetivos socioeconómicos, da comunicação e difusão do conhecimento científico e tecnológico, dos instrumentos dedicados à promoção e aumento sustentado da qualidade das atividades de I&D, e da respetiva valorização económica.

Esta contribuição consubstancia-se na formação de quadros capazes de desempenhar tarefas qualificadas, ao nível intermédio e superior, em domínios que incluem:
• Financiamento, avaliação, observação e gestão de atividades de I&D;
• Estabelecimento e gestão de instrumentos financeiros e institucionais;
• Gestão de organizações dedicadas à prossecução de políticas públicas de ciência e tecnologia;
• Apoio à definição de políticas públicas nos domínios da ciência e tecnologia;
• Definição e implementação de estratégias de comunicação e difusão do conhecimento e da cultura científica e tecnológica;
• Gestão de infraestruturas de apoio à atividade científica e de desenvolvimento tecnológico;
• Gestão de organizações dedicadas à valorização, transferência e comercialização do conhecimento.

Caracterização geral

Código DGES

E174

Ciclo

Cursos de pós-graduação

Grau

Acesso a outros cursos

Não aplicável.

Coordenador

Maria Fernanda Fernandes Garcia Rollo

Data de abertura

2020-09-28

Número de vagas

20

Propinas

1600 Euros/ano

Horários

Presencial Pós-Laboral

Idioma de ensino

Português

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

O estudante deve completar 60 créditos para obter o diploma de Pós-Graduação em Gestão e Políticas de Ciência e Tecnologia. O conjunto das unidades curriculares necessárias à obtenção dos 60 ECTS deve incluir 7 unidades curriculares que compõem o plano de estudos da Pós-Graduação:

• 2 unidades curriculares obrigatórias;
• 5 unidades curriculares do conjunto das 10 optativas condicionadas.

Condições de acesso

As condições de acesso e ingresso no ciclo de estudos refletem as condições estabelecidas na legislação nacional, nomeadamente: a) Possuir o grau de licenciado (1º ciclo), ou equivalente legal; b) Titulares de um grau académico estrangeiro que seja reconhecido pelo Conselho Científico (CC) da NOVA FCSH; c) Ser detentor de um currículo académico, científico ou profissional, reconhecido pelo Conselho Científico (CC) da NOVA FCSH. Os candidatos são selecionados e seriados tendo em conta a classificação de licenciatura, o currículo académico e científico, a experiência profissional e de entrevista.

Regras de avaliação

Adota-se o regulamento de avaliação em vigor na instituição de acolhimento. Cada unidade curricular descreve detalhadamente os métodos de avaliação. 1) Para a frequência das unidades curriculares da pós-graduação não são exigidas precedências obrigatórias. 2) A avaliação de conhecimentos tem carácter individual e realizar-se-á no final dos semestres letivos. Serão considerados, na avaliação de conhecimentos, provas finais escritas e/ou orais, trabalhos ou outros elementos de avaliação levados a efeito pelos alunos no âmbito das diferentes unidades curriculares em condições a definir pelos respetivos docentes. O resultado da avaliação será expresso na escala numérica de 0 a 20 valores. 3) Considera-se aprovado numa unidade curricular o aluno que obtenha a classificação final igual ou superior a 10 valores.