Mestrado em História do Império Português

Objetivos educativos

A realização do mestrado em História do Império Português implica a aquisição dos seguintes conhecimentos e competências: - Assegurar a formação científica e académica em História do Império Português; - Aprofundar a formação científica e académica na história comparada dos impérios coloniais; - Aplicar uma metodologia transdisciplinar no registo, ainda inovador, da História Global; - Desenvolver as competências necessárias para a prossecução de futuros estudos aprofundados; - Potenciar a internacionalização das atividades académico-científicas com redes de investigação no Espaço Europeu, CPLP e em outras regiões, particularmente nas que tiveram contactos intensos com a presença portuguesa ou possuem hoje importantes comunidades imigrantes lusófonas. - Elaborar textos científicos sobre Expansão e presença portuguesa no quadro teórico da história global.

Caracterização geral

Código DGES

M591

Ciclo

Mestrado (2.º Ciclo)

Grau

Mestre

Acesso a outros cursos

Acesso a ciclos de estudos conducente ao grau de doutor. Sobre as condições específicas de acesso aos cursos de doutoramento consulte-se os regulamentos dos cursos de doutoramento da FCSH/NOVA.

Coordenador

João Paulo Azevedo de Oliveira e Costa

Data de abertura

2020-09-28

Número de vagas

25

Propinas

1350 Euros/ano ou 2700 Euros/ano (para estudantes estrangeiros)

Horários

E-learning

Idioma de ensino

Língua Portuguesa

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 2 anos/4 semestres
Créditos totais: 120 créditos (60 em unidades curriculares + 60 na componente não letiva)
Modalidades de componente não letiva: Dissertação.
O aluno realiza 60 créditos no conjunto das unidades letivas oferecidas.
No 3.º semestre o aluno realiza obrigatoriamente o Seminário A Escrita da História (5 ECTS).
O grau de mestre corresponde ao nível 7 do QNQ/QEQ - Quadro Nacional de Qualificações/Quadro Europeu de Qualificações.

Condições de acesso

As condições específicas são estipuladas no edital de candidaturas e pressupõem os seguintes critérios: I – Candidatos com o grau de licenciado a) Classificações/notas académicas de licenciatura, em qualquer área científica: 60%. b) Curriculum vitae académico, científico e profissional (valorizadas as publicações, a participação em projetos, os conhecimentos de línguas e a abrangência da experiência profissional): 20%. c)Adequação das outras alíneas ao ciclo de estudos a que se candidata: 20%. II - Candidatos não detentores do grau de Licenciado (ou com o grau sem classificação expressa): a)Curriculum vitae académico, científico e profissional: 60% b)Carta de motivação:10% c)Adequação das outras alíneas ao ciclo de estudos a que se candidata:30%.

Regras de avaliação

Ao diploma de pós-graduação é atribuída uma classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do diploma de pós-graduação é a média, por crédito, das classificações obtidas nas unidades curriculares em que o aluno realizou os 60 créditos da componente curricular do mestrado. Ao grau de mestre é atribuída a classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do grau de mestre será a média da classificação final da componente curricular do curso, com o peso de 40%, e da classificação atribuída à dissertação, ou ao trabalho de projeto ou ao estágio com relatório, com o peso de 60%.

Estrutura