Pós-Graduação em Música na Infância: Intervenção e Investigação

Objetivos educativos

Adquirir conhecimentos e competências no âmbito da teoria de aprendizagem musical de Edwin Gordon com um enfoque especificamente direcionado à faixa etária dos zero aos cinco anos de idade;
Desenvolver capacidades de pesquisa com públicos-alvo da faixa etária dos zero aos cinco anos de idade — e contextos sociais e educativos associados — criando perspetivas transdisciplinares à Psicologia da Música, à Pedagogia Musical, à Musicoterapia, aos Estudos Artísticos na Infância e outros ramos do saber;
Desenvolver capacidades expressivas, lúdicas e artísticas que permitam atuações de qualidade no âmbito da arte para a infância;
Explorar fórmulas de interação humana que utilizem recursos de natureza musical no contacto com crianças dos zero aos cinco anos de idade, e respetivas famílias, em diferentes contextos;
Identificar fontes de informação e metodologias relevantes para a realização de trabalhos de investigação no âmbito do estudo do desenvolvimento musical;
Adquirir competências de observação e descrição de comportamentos, fornecendo bases para o design de investigações a nível de Doutoramento;
Desenvolver capacidades de liderança e de trabalho cooperativo preparando para atuações em rede com profissionais que partilhem a finalidade de cuidar melhor da infância.

Caracterização geral

Código DGES

PG1

Ciclo

Cursos de pós-graduação

Grau

Acesso a outros cursos

Não aplicável.

Coordenador

Helena Maria Ferreira Rodrigues da Silva

Data de abertura

2020-09-28

Número de vagas

17

Propinas

1600 Euros/ano

Horários

A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

O curso tem a duração de dois semestres. O estudante deve completar 60 créditos (1 ECTS = 28 horas de trabalho) para obter o diploma de Pós-graduação em Música na Infância: Intervenção e Investigação. O conjunto das unidades curriculares necessárias à obtenção dos 60 ECTS deve incluir 7 unidades curriculares que compõem o plano de estudos da Pós-Graduação.

Condições de acesso

As condições de acesso e ingresso no ciclo de estudos refletem as condições estabelecidas na legislação nacional, nomeadamente: a) Possuir o grau de licenciado (1º ciclo), ou equivalente legal; b) Titulares de um grau académico estrangeiro que seja reconhecido pelo Conselho Científico (CC) da NOVA FCSH; c) Ser detentor de um currículo académico, científico ou profissional, reconhecido pelo Conselho Científico (CC) da NOVA FCSH. Os candidatos são selecionados e seriados tendo em conta a classificação de licenciatura, o currículo académico e científico e a experiência profissional. Poderá ser realizada entrevista, designadamente nos casos em que se pretenda esclarecer aspetos relativos à candidatura.

Regras de avaliação

Adota-se o regulamento de avaliação em vigor na instituição de acolhimento. Cada unidade curricular descreve detalhadamente os métodos de avaliação. 1) Para a frequência das unidades curriculares da pós-graduação não são exigidas precedências obrigatórias. 2) A avaliação de conhecimentos tem carácter individual e realizar-se-á no final dos semestres letivos. Serão considerados, na avaliação de conhecimentos, provas finais escritas e/ou orais, trabalhos ou outros elementos de avaliação levados a efeito pelos alunos no âmbito das diferentes unidades curriculares em condições a definir pelos respetivos docentes. O resultado da avaliação será expresso na escala numérica de 0 a 20 valores. 3) Considera-se aprovado numa unidade curricular o aluno que obtenha a classificação final igual ou superior a 10 valores.