Materiais de Construção II

Objectivos

Continuação do estudo dos materiais de construção iniciado no semestre anterior

Caracterização geral

Código

1839

Créditos

6.0

Professor responsável

Fernando Manuel dos Anjos Henriques

Horas

Semanais - 5

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

UNL/FCT/DEC - Apontamentos sobre produtos aglomerados. Monte da Caparica, DEC, 1996.

 

 /CCE/ - Directiva dos Produtos da Construção (89/106/CEE).

 

 VEIGA, Rosário; FARIA, Paulina - Revestimentos de ligantes minerais e mistos com base em cimento, cal e resina sintética,

 

 SOUSA COUTINHO, A. - Fabrico e propriedades do betão. Lisboa, LNEC, 1988. Capítulos 4, 5 e 6.

 

 IPQ - Betão. Comportamento, produção, colocação e critérios de conformidade. Lisboa, IPQ, 1993. NP ENV 206.

 

 HENRIQUES, F.A. - Isolantes térmicos. Monte da Caparica, FCT, 1986. Apontamentos da disciplina de Materiais de Construção.

 

  MATEUS, Tomás - Bases para o dimensionamento de estruturas de madeira. Lisboa, LNEC, 1961. Memória 179.

 

  EUSÉBIO MARQUES, Isabel - Tintas. Características dos constituintes e da película seca. Lisboa, LNEC, 1985. ITMC 3.

 

  TORRACA, Giorgio - Porous building materials. Roma, ICCROM, 1988.

Método de ensino

A disponibilizar brevemente

Método de avaliação

 

REGRAS DE ASSIDUIDADE

  • Presença obrigatória nas aulas práticas, com tolerância de 5 minutos depois do início de cada aula, após o que será marcada falta de presença
  • A frequência é obtida através da presença nas aulas práticas (nª faltas < 1/3 do nº de aulas práticas) 
  • Estão previstas aulas presenciais (para as turmas presenciais) na parte final do semestre, às quais a presença é obrigatória. 
  • Plano de contingência: se as aulas presenciais não puderem ocorrer não haverá frequências; os alunos que reprovem na cadeira terão de cumprir as regras de frequência do ano seguinte.

REGRAS DE AVALIAÇÃO

2 testes presenciais (9,5 val. cada) e uma ficha laboratorial individual (1 val.)

Notas finais superiores a 16 implicam a realização de uma prova oral. A não comparência à oral determina que a nota final seja 16.

 

Conteúdo

PRODUTOS AGLOMERADOS
 
Aglomerados de cimento
Blocos de argila expandida
Blocos de betão celular
Fibrocimento
Ladrilhos hidráulicos

Telhas de cimento

CERTIFICAÇÃO DOS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO
 
Homologação (artº 17º RGEU)
Directiva dos Produtos da Construção
Sistemas de certificação

ARGAMASSAS
 
Materiais constituintes
Argamassas bastardas e de um ligante
Factores condicionantes das características das argamassas
Condições de aplicação de argamassas
Aplicação de rebocos
Regras de qualidade dos rebocos
Traços mais correntes de argamassas
Argamassas especiais e barramentos

BETÕES
 
Conceitos de base
Máxima dimensão dos agregados
Condições para evitar segregação
Trabalhabilidade
Água de molhagem
Parâmetros para a definição da composição
Métodos para o estudo da composição: Métodos experimentais; Método de Faury
Propriedades do betão e sua avaliação
Fabrico do betão
Transporte, colocação e compactação do betão
Cura
Normalização aplicável

MADEIRA E DERIVADOS
 
Perspectivas da utilização da madeira e seus derivados
Espécies de madeiras
Estrutura do lenho
Características físicas
Características mecânicas
Características tecnológicas
Protecção da madeira contra os agentes de degradação biológica
Protecção da madeira contra o fogo
Produtos derivados da madeira
Aplicações da madeira na construção

TINTAS
 
Composição
Natureza e características dos constituintes
Classificação das tintas
Processo e condições de aplicação das tintas
Formação da película seca
Adequação das tintas aos vários tipos de aplicações
Produtos existentes no mercado
Pinturas tradicionais melhoradas

MATERIAIS DE SÍNTESE
 
Resinas termoplásticas
Resinas termoendurecíveis
Envelhecimento dos materiais de síntese
Silicatos e silicones

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: