Qualidade Alimentar I

Objectivos

A disponibilizar brevemente

Caracterização geral

Código

10756

Créditos

6.0

Professor responsável

Ana Luísa Almaça da Cruz Fernando, Ana Lúcia Monteiro Durão Leitão

Horas

Semanais - 5

Totais - 70

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Conhecimentos básicos de metodologias analíticas.

Bibliografia

 Peri, C. (2006). Food Qual. Prefer., 17:3-8.

McCrickerd, K. and Forde, C. G. (2016). Obes. Rev., 17:18-29.

Starkenmann, C. et al. (2008). J. Agric. Food Chem., 59:9575-9580.

Ramjan, Md.and Ansari, M. T. (2018). J. Med. Plants Stud., 6:16-18.

Chaparro, M. P. et al. (2011). Procedia Food Sci., 1:426-432.

Sans-Penella, J. M. et al. (2012). J. Agric. Food Chem., 60:3190-3195.

Zeng, Z. et al. (2016). Plant Physiol. Bioch., 109:62-71.

Khan, M. K. et al. (2020). 3 Biotech, 10: 172.

Pellegrino, E. et al. (2018). Sci. Rep., 8:3113.    


Método de ensino

Aulas com datashow ou recursos informáticos.

Método de avaliação

- Avaliação com 2 elementos:

Avaliação Teórico-Prática: exame a realizar na Época 1 (70% na classificação final). A nota obtida no exame tem que ser igual ou superior a 9,5 valores (escala de 20 valores).

Avaliação não Teórico-Prática: Trabalho monográfico a ser realizado em grupo de dois ou três elementos (30% na classificação final).

Classificação final: (0,70*Avaliação Teórico-Prática) + (0,30*Avaliação não Teórico-Prática). Aprovação com nota mínima de 9,5 valores (escala de 20 valores).

- Os alunos que não obtiverem aprovação na Época 1 poderão ir a exame na Época 2. A classificação será igual a: 0,70*Avaliação Teórico-Prática (nota igual ou superior a 9,5 valores (escala de 20 valores)) + (0,30*Avaliação não Teórico-Prática). Aprovação com nota mínima de 9,5 valores (escala de 20 valores).

- Caso os alunos pretendam fazer a melhoria deverão inscrever-se para melhoria na Época 2. A classificação na avaliação não Teórico-Prática não é passível de melhoria e transita para o ano letivo seguinte.

Conteúdo

Na componente Teórico-Prática é definida qualidade no âmbito alimentar e são apresentados os grupos de alimentos de origem vegetal. São descritas ferramentas de avaliação da qualidade de alimentos. A qualidade dos produtos de origem vegetal é analisada atendendo aos parâmetros físico-químicos e organoléticos. Por último são abordadas as novas tecnologias (genómica, proteómica e engenharia genética) no melhoramento da qualidade de alimentos de origem vegetal. Na componente não Teórico-Prática pretende-se o desenvolvimento de um trabalho monográfico sobre um tópico de relevância na área alimentar.    

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: