Desenho Assistido por Computador

Objectivos

São objectivos da Unidade Curricular de Desenho Assistido por Computador:

1. Conhecer as regras convencionais de representação de Desenho Técnico;

2. Ser capaz de interpretar os vários tipos de desenho e de dominar essa linguagem técnica;

3. Ser capaz de fazer a representação gráfica de componentes não normalizados e de desenhos de conjunto (incluindo a lista de peças) utilizando programas CAD 2D;

4. Ser capaz de utilizar programas informáticos de desenho assistido por computador (CAD 3D) para fazer a modelação paramétrica de peças 3D complexas (sólidos/superfícies). Conhecer os conceitos associados à modelação CAD 3D de sólidos e de superfícies;

5. Ser capaz de criar, editar e modificar modelos paramétricos 3D de peças e de conjuntos de peças. Ser capaz de medir e modelar peças de máquinas/mecanismos reais, tendo em consideração a sua montagem em conjuntos;

6. Ser capaz de fazer a modelação 3D e o desenho de elementos de ligação mecânica e de órgãos de máquinas tendo em consideração a normalização aplicável;

7. Conhecer os conceitos de acabamento de superfícies, de tolerância dimensional e de toleranciamento geométrico, ligando-os aos processos de fabrico. Ser capaz de fazer o cálculo das tolerâncias e a representação de cotas toleranciadas através da utilização de simbologia adequada e tendo em consideração os ajustamentos recomendados;

8. Conhecer os principais processos de soldadura utilizados na indústria de construção mecânica e ser capaz de fazer a sua representação simbólica adequada (CAD 2D);

9. Conhecer os conceitos de análise estrutural pelo Método dos Elementos Finitos (Solidworks Simulation) e de Engenharia Inversa e prototipagem rápida (ScanTo3D).

10. Ser capaz de imprimir peças através da técnica de fabrico aditivo (FDM).

11. Ser capaz de modelar e de gerar a planificação de chapas quinadas e/ou furadas.

12. Ser capaz de utilizar as ferramentas de custeio e de sustentabilidade existentes no programa Solidworks, tendo em consideração o impacto económico, ambiental e societal intrínseco a cada projeto de Engenharia;

13. Ser capaz de trabalhar autonomamente e em grupo, de planear tarefas, e de cumprir objetivos;

14. Ser capaz de comunicar de forma eficaz durante a apresentação, defesa e autoavaliação do projeto realizado;

15. Ser capaz de desenvolver as estratégias de aprendizagem e de atuação necessárias à resolução de novos problemas.

Caracterização geral

Código

10633

Créditos

6.0

Professor responsável

Rui Fernando dos Santos Pereira Martins

Horas

Semanais - 6

Totais - 84

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não são necessários quaisquer requisitos.

Bibliografia

Luís Veiga da Cunha, Desenho Técnico, Ed. Fundação Calouste Gulbenkian, 13ª Edição (ou seguintes), 854 págs., ISBN: 972-31-1066-0, 2004

Arlindo Silva, João Dias, Luís Sousa e Carlos Ribeiro, Desenho Técnico Moderno, Ed. Lidel, 11ª Edição (ou seguintes), ISBN: 978-972-757-337-0, 2004

Giesecke et al., Technical Drawing with Engineering Graphics, Ed. Pearson New International Edition, 14th edition, 840 págs., ISBN: 13: 978-1-292-02618-3, 2014

Kuang Hua Chang, e-Design Computer-Aided Engineering Design, Ed. Elsevier Inc., 1196 págs., ISBN: 978-0-12-382038-9, 2015

Simões Morais,  J., Desenho Técnico Básico, ISBN: 978-972-965-252-3, Ed. Porto Editora, 2006

Américo Costa, Projeto 3D em SolidWorks, 1ª Edição, Editora FCA, ISBN: 978-972-722-820-1

Método de ensino

O método de ensino utilizado nas aulas teórico-práticas é o da exposição oral das matérias, acompanhada com desenhos, esquemas e resumos feitos pelo docente no quadro. São utilizados meios audiovisuais para a projeção de diapositivos. Durante a resolução de exercícios de aplicação – que implicam o desenho à mão livre e a utilização de programas informáticos CAD 3D e 2D, ou o cálculo, no caso das tolerâncias – o  docente apresenta um problema e resolve-o, de modo a indicar a estratégia de resolução. Posteriormente, outros exercícios são apresentados e o docente define um tempo para a sua resolução, acompanhando a evolução dos trabalhos e esclarecendo quaisquer dúvidas. Terminado o tempo previsto, o docente resolve o problema, explicando-o, e são debatidas outras abordagens de resolução. A modelação de peças, ou de modelos de conjunto, assim como a sua representação gráfica é feita em computador, quer pelo docente quer pelos alunos.

A realização de dois trabalhos, um individual e outro de grupo, assim como a realização de um teste teórico-prático, permite avaliar os conhecimentos apreendidos pelos alunos ao longo do semestre, assim como a eficácia de transmissão dos conhecimentos.

Método de avaliação

Uma parte (30%) da classificação na unidade curricular (UC) é obtida através de um teste teórico-prático (TP), a realizar, por cada aluno(a), previsivelmente de forma presencial, em 5 de Junho de 2021 (Época Normal). As classificações serão arredondadas às centésimas e a aprovação na componente de Avaliação Teórico-Prática está dependente da obtenção de uma nota igual ou superior a 8.00 valores no teste teórico-prático.

Uma segunda forma de avaliação, à distância, que conta 20% para a nota final, consistirá na elaboração e entrega de um trabalho individual, TI, até à 7ª semana do semestre (até 23 de Abril 2021). Cada aluno(a) deverá fazer a modelação e a representação 2D de uma peça, de complexidade intermédia (>=20 cotas), pertencente ao conjunto de peças do mini-projeto final que mereceu a aprovação do docente.

O mini-projecto final (PF), de entrega obrigatória, deverá ser realizado individualmente e à distância, durante aproximadamente nove semanas do semestre, e contará 50% para a nota final. Uma proposta de mini-projeto final deverá ser enviada por email ao professor do turno até ao final da quarta semana do semestre (até ao dia 31 de Março de 2021).

O mini-projeto final tem ser composto, na íntegra, por peças e conjuntos de peças com data de início de modelação posterior a Março de 2021 e os programas informáticos de desenho assistido por computador a utilizar poderão ser o SolidWorks (versão 2020 ou anterior) ou o SolidEdge (versão 2020 ou anterior). No mínimo, deverão ser modeladas 10 peças diferentes por aluno(a). 

A classificação do mini-projeto final terá em consideração o rigor, a qualidade técnica e a complexidade das peças modeladas (25%), o número de peças modeladas (10%), o grau de dificuldade e a eficácia das montagens realizadas (25%), a qualidade e a apresentação do relatório escrito (10%), assim como o rigor, a qualidade técnica e a clareza dos desenhos 2D (25%). O planeamento e a organização do trabalho contará com 5% para a classificação do projeto final.

O mini-projeto final deverá ser entregue por e-mail/WeTransfer (outros), até à 13ª semana do semestre (até ao dia 4 Junho 2021), ao docente de cada turno, devendo conter os ficheiros de todas as peças modeladas, de todos os conjuntos de peças e do conjunto final, assim como os ficheiros dos desenhos 2D de três peças modeladas (uma peça pouco complexa, outra de complexidade intermédia e outra mais complexa), assim como o desenho 2D do conjunto final com lista de peças e dos subconjuntos de peças (se existentes). Os três desenhos 2D elaborados terão de ser obrigatoriamente diferentes dos desenhos individuais realizados por cada aluno no trabalho individual. Para além do referido, o relatório do mini-projeto final, em formato PDF, também deve ser enviado.

A nota na componente de Avaliação à Distância (AD) será obtida pela média ponderada das classificações obtidas no Trabalho Individual (TI) e no mini-Projeto Final (PF) e a aprovação nesta componente de avaliação pressupõe uma classificação igual ou superior a 9.50 valores.

A classificação final (NF), relativa à Época Normal, é calculada de acordo com a seguinte fórmula, considerando-se aprovado(a) o aluno(a) que tiver nota igual ou superior a 9.50 valores:

NF = 0.3 x TP + 0.2 x TI + 0.5 x PF (Para obtenção de aprovação NF>=9.50 valores)

A classificação final (NF) relativa à Época de Recurso é calculada de acordo com a seguinte fórmula, considerando-se aprovado(a) o aluno(a) que tiver nota igual ou superior a 9.50 valores:

NF = Nota do Exame  

Conteúdo

1) Introdução ao Desenho Assistido por Computador e aos programas informáticos CAD 3D e CAD 2D: evolução, modelação geométrica e vantagens. 2) Aspetos gerais do Desenho Técnico: normalização, folhas de desenho, legendas e listas de peças, tipos de linhas e grupos de traços, escalas e escrita normalizada. 3) Projeções ortogonais. 4) Cotagem. 5) Criação, edição e alteração de modelos paramétricos CAD 3D (modelação de sólidos e de superfícies). 6) Desenhos de pormenor, desenho de conjunto e desenho de conjunto explodido, planificações, revisão de desenhos. 7) Normalização e desenho de elementos de ligação, de órgãos de máquinas e de máquinas. 8) Toleranciamento dimensional e geométrico, cotagem funcional. 9) Representação simbólica de acabamento de superfícies e de soldaduras em desenhos 2D. 10) Tecnologia de chapa. 11) Introdução à Análise Estrutural (Sw Simulation), à cinemática de mecanismos (Sw Motion) e à Engenharia Inversa (Sw ScanTo3D). 12) Impressão 3D. 13) Custeio e sustentabilidade.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: