Schistosomoses

Objectivos

No final desta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
1. Relacionar os agentes causais da schistossomose, as suas formas evolutivas e relação destas com as manifestações patológicas no organismo humano.
2. Compreender a dinâmica da relação parasita-hospedeiro-meio ambiente no contexto da distribuição e expansão da schistossomose.
3. Conhecer a aplicação da bioinformática na investigação de Schistosoma spp.
4. Selecionar e aplicar técnicas moleculares no diagnóstico da schistossomose.
5. Referir as medidas preventivas face à emergência de fármaco-resistência aos schistossomicidas.
6. Propor metodologias a aplicar no planeamento e na monitorização de um programa de controlo da schistossomose.

Caracterização geral

Código

1290015

Créditos

2

Professor responsável

Silvana Belo

Horas

Semanais - Se a UC for oferecida como opcional, o horário será disponibilizado no 2º semestre

Totais - 31

Idioma de ensino

Inglês e Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

• Akinwale OP, Hock TT, Chia‑Kwung F, Zheng Q , Haimo S, Ezeh C, Pam V Gyang PV (2015). Differentiating Schistosoma haematobium from Schistosoma magrebowiei and other closely related schistosomes by polymerase chain reaction amplification of a species specific mitochondrial gene. Tropical Parasitology, 4:3842.
• Enk MJ, Oliveira e Silva G, Rodrigues NB. (2012). Diagnostic accuracy and applicability of a PCR system for the detection of Schistosoma mansoni DNA in human urine samples from an endemic area. PLoS One. 7(6):e38947.
• Gray DJ, Ross AG, YueSheng L, McManus DP (2012). Diagnosis and management of schistosomiasis. Clinical Review. BMJ 2011;342: d2651 doi: 10.1136/bmj.d2651.
• Rokni MB. (2012). Schistosomiasis. 310p. www.intechopen.com/books/schistosomiasis.
• Wang W, Wang L, Liang YS.(2012). Susceptibility or resistance of praziquantel in human schistosomiasis: a review. Parasitol Res. 111(5):18717.

Método de ensino

• Aulas teóricas;
• Aulas teórico-práticas;
• Aulas práticas laboratoriais;
• Orientação tutorial;
• Seminário;
• Trabalho autónomo.

Método de avaliação

Avaliação contínua baseada na presença e participação ativa nas aulas. A nota final será distribuída da seguinte maneira: 10% assiduidade nas aulas; 40% seminário; 50% para análise crítica individual escrita.

Conteúdo

I. Schistossomose: agentes etiológicos, distribuição geográfica e impacte em saúde pública.
II. Relação parasita-hospedeiros e fatores intervenientes na epidemiologia.
III. Patologia e terapêutica.
IV. Caraterização de Schistosoma spp com recurso à bioinformática.
V. Métodos convencionais e moleculares aplicados ao diagnóstico da schistossomose.
VI. Resistência à infeção e ao tratamento.
VII. Medidas de prevenção e controlo.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: