Parasitoses Oportunistas no contexto da Infeção VIH/SIDA.

Objectivos

No final desta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
1. Selecionar as técnicas de diagnóstico e datação das parasitoses oportunistas humanas – PO (criptosporidiose, microsporidiose, toxoplasmose, pneumocistose), adequadas à situação/doença e a executarem as técnicas mais utilizadas.
2. Aplicar os métodos moleculares ao estudo da epidemiologia das PO: a) à deteção e diferenciação de espécies/genótipos/subgenótipos dos parasitas oportunistas; b) à identificação das IGNOREes de contaminação nos surtos epidémicos de origem hídrica e alimentar; c) à caracterização da dinâmica de transmissão das infeções em áreas endémicas; d) à determinação da importância para a Saúde Pública da presença de parasitas oportunistas na água de consumo público; e) à comparação patogenicidade/características da infeção provocada por espécies/genótipos de parasitas oportunistas.
3. Executar as técnicas de biologia molecular mais utilizadas no estudo/caracterização das PO.
4. Aplicar as medidas de controlo/prevenção nas PO.

Caracterização geral

Código

1290030

Créditos

2

Professor responsável

Olga Matos

Horas

Semanais - Se a UC for oferecida como opcional, o horário será disponibilizado no 2º semestre

Totais - 33

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

• Garcia L. S. (2007). Diagnostic Medical Parasitology, 5ª edição. ASM Press. Washington, DC, USA.
• Xiao L, Fayer R, Ryan U,Upton ST. Cryptosporidium Taxonomy: Recent Advances and Implications for Public Health. Clin Microbiol Rev, 2004, 17: 72–97.
• Cecile-Marie Aliouat-Denis, Magali Chabe´, Christine Demanche, El Moukhtar Aliouat,Eric Viscogliosi, Jacques Guillot, Laurence Delhaes, Eduardo DeiCas. Pneumocystis species, coevolution and pathogenic power. Infection, Genetics and Evolution, 2008, 8: 708–726.
• Sibley LD, Khan A, Ajioka JW, Rosenthal BM. Genetic diversity of Toxoplasma gondii in animals and humans. Philos Trans R Soc Lond B Biol Sci. 2009; 364(1530):274961. Review.

Método de ensino

Aulas práticas, teórico-práticas e seminário.

Método de avaliação

Avaliação contínua para determinar o progresso da aprendizagem, quanto aos objectivos que estamos a tentar atingir. Como tal, parâmetros como a assiduidade, atitude dinâmica e participativa nas várias actividades pedagógicas (por exemplo, a apresentação de temas no seminário), disponibilidade, curiosidade, integração de conhecimentos e relacionamento com os colegas serão tidos em conta.
A classificação será atribuída segundo uma escala de 0-20 valores, com base: na avaliação contínua (5 valores) e num exame escrito constituído por 15 perguntas de resposta rápida, com 5 alíneas em cada pergunta em que só uma estará correta. Aprovação com classificação ≥10 valores.

Conteúdo

I. Parasitoses oportunistas no contexto da infecção VIH/Sida – patogenia, clínica e tratamento.
II. Diagnóstico laboratorial das parasitoses oportunistas (execução das técnicas mais utilizadas).
III. Epidemiologia molecular das principais parasitoses oportunistas (execução das técnicas mais utilizadas).
IV. Introdução aos produtos naturais aplicados à Parasitologia.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: