Protozoologia Médica

Objectivos

No final desta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
1. Ser capaz de aplicar os conhecimentos e as capacidades para identificar as principais parasitoses causadas por protozoários de relevância médica e reconhecer a fisiopatologia e aspetos clínicos causados por estes microrganismos.
2. Ser capaz de aplicar os seus conhecimentos em contexto de diagnóstico das protozooses.
3. Ter a capacidade de integrar os conhecimentos e dominar a informação com uma reflexão sobre as responsabilidades sociais e éticas relacionadas com a aplicação dos conhecimentos e juízos nomeadamente em estudos epidemiológicos, no terreno e intervenções de controlo dos parasitas.
4. Ser capaz de comunicar as suas conclusões e os conhecimentos, e o raciocínio que as suportam, à comunidade científica e cívica.
5. Ter as capacidades de aprendizagem que lhes permitam prosseguir estudos na sua área de estudo de modo autodirecionado ou autónomo.

Caracterização geral

Código

1290037

Créditos

11

Professor responsável

Henrique Silveira

Horas

Semanais - 5,5

Totais - 111

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

• Cook, G.C. and Zumla, A.L. (Eds). (2014). Manson’s Tropical Diseases. London: Saunders Elsevier.;
• Garcia, L.S. (2007). Diagnostic Medical Parasitology. Washington, DC: ASM Press.;
• Rey, L. (2008). Parasitologia. RJ. GuanabaraKoogan.;
• Satoskar, A.R. (Ed). (2009.) Medical Parasitology. Texas: Landes Bioscience.;
• World Health Organization (1991). Basic lab methods in medical parasitolology. Retrieved from WHO:www.who.int/malaria/publications/atoz/9241544104_part1/en/index.html ;

Método de ensino

As aulas téoricas (T) e teórico-práticas (TP) utilizam o método expositivo, em sala de aula. Nas TP transmitem-se os conhecimentos com análise e resolução de exercícios relacionados com os temas apresentados. Nas aulas práticas, em laboratório, observam-se ao microscópio os agentes patogénicos estudados e realizam-se métodos laboratoriais, reforçando os conhecimentos das aulas T,TP. ;
Os seminários destinam-se à apresentação oral com apoio visual, pelos alunos em grupos, de temas resultantes da pesquisa e análise de artigos científicos, a sua discussão e conclusões.

Método de avaliação

A avaliação consiste numa prova teórica de respostas de escolha múltipla (50%). Prova prática 1h com observação de 3 preparações de amostras biológicas para diagnóstico presuntivo das protozooses (20%). Avaliação da exposição dos trabalhos nos seminários: tema selecionado, clareza de exposição, conteúdo científico e correção dos termos (30%).

Conteúdo

I. Principais parasitoses causadas por protozoários de interesse médico: Conceitos gerais (OneHealth, doença emergente, reemergente, negligenciada, da pobreza, doença transmitida por vetor, zoonose, antroponose e ourtos conceitos relacionados com parasitismo e ecossistemas).;
II. Biologia, Epidemiologia, Clínica, Tratamento, Prevenção e Controlo. ;
III. Trypanosomatidae: Trypanosoma cruzi e Doença de Chagas, Trypanosoma brucei e Doença do Sono, Leishmania e leishmanioses. Plasmodium e malária. Toxoplasma gondii e toxoplasmose. ;
IV. Infecções no imunocompetente e imunocomprometido. ;
V. Protozoários intestinais comensais e patogénicos, Giardia duodenalis e Entamoeba histolytica, E. coli e outras amebas. Protozoários intestinais (Cryptosporidium, Cystoisospora, Cyclospora e Microsporidia) e outros com potencial zoonótico. ;
VI. Observação microscópica de exemplares dos protozoários apresentados nas teóricas. ;
VII.Realização de técnicas parasitológicas, imunológicas, moleculares para diagnóstico e identificação de protozoários. ;

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: