Finanças Públicas

Objectivos

Este curso irá dotar-lhe-á dos instrumentos para compreender a economia da fiscalidade. Trataremos de questões políticas importantes:
Como deve o governo aumentar um determinado montante de impostos?
Quais são as consequências da eficiência e da equidade da política fiscal?
Quais são os principais desafios na conceção de impostos?
O curso não aborda as razões da intervenção governamental (estão abrangidas pelos cursos de Microeconomia), nem com o lado das despesas do sector público (há vários cursos dedicados a isso: educação, saúde, etc.).

Caracterização geral

Código

2177

Créditos

3,5

Professor responsável

Ana Fontoura Gouveia

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos

N/A

Bibliografia

The course will be based on selected charapters of:

  • Gruber "Public Finance and Public Policy", Worth Publishers, 2nd edition, 2009

  • Stiglitz "Economics of the Public Sector", Norton publishers

  • Hindriks and Myles, "Intermediate Public Economics", MIT Press 2006.

  • Selected research papers and charapters of the Handbook of Public Economics

  • Lecture slides, problem sets and all the relevant material for the course is available on Moodle.

    Método de ensino

    Reuniremos duas vezes por semana para classes de 80 min. As aulas são dedicadas à apresentação do material pelo instrutor e à discussão e apresentação de tópicos de políticas pelos alunos.

    Dois conjuntos de problemas para levar para casa permitirão aos alunos aprender os conceitos e a modelagem analítica das questões.

    Os alunos terão que ler os documentos relevantes sobre a política e escrever um relatório sobre um deles - isso lhes permitirá treinar sua capacidade de análise crítica e derivar as implicações políticas de seus conhecimentos.

    Além disso, espera-se que cada aluno contribua para o blog https://novaworkboard.wordpress.com/, o blog dos alunos da Nova Econ. Haverá um total de 2 contribuições ao longo do prazo.

    Método de avaliação

    A avaliação tem três componentes:
    Atribuição 1 - Relatório do árbitro (25%): Atribuição individual. Relatório crítico de um papel empírico (lista disponibilizada pelo instrutor). 3 páginas no máximo. Com o dia 11 de outubro.

    Atribuição 2 - Um conjunto de problemas de take-home (10%): Atribuição de grupo. Max, max. 3 alunos por grupo. Previsto para 4 de outubro (publicado uma semana antes).

    Exame final (65%): Grau mínimo 8/20. 23 out. 11h (90 minutos).


    Conteúdo

    Semanas 1 - 2 Por que estudar finanças públicas?; Tributação nos países desenvolvidos; Ferramentas para o estudo da Economia Pública
    Semanas 3 - 5: Incidência fiscal, distorções fiscais e tributação ideal Semana 6: Reforma fiscal

    Cursos

    Cursos onde a unidade curricular é leccionada: