Consumo Sustentável, Comportamentos Pró-ambientais e Estilos de Vida

Objectivos

Parte dos problemas ambientais que as sociedades contemporâneas enfrentam resultam de padrões de consumo não sustentáveis que se generalizaram nos países mais desenvolvidos. Essa situação irá agravar-se com o crescimento das classes médias nas economias emergentes, que tendem a copiar os modelos de comportamento e de consumo das classes médias dos países desenvolvidos. O estilo de vida e os padrões de consumo típicos da América do Norte e da Europa estão a globalizar-se no século XXI, o que não é sustentável e implica um processo de mudança.

Pretende-se que os alunos compreendam e discutam, de forma crítica:
a) A relação entre consumo, estilos de vida e desenvolvimento sustentável;
b) as questões éticas, sociais, eeconómicas e ambientais que decorrem da “sociedade do hiperconsumo”;
c) as relações entre consumo, produção de resíduos, equidade, segurança alimentar e felicidade;
d) os processos de mudança para estilos de vida mais sustentáveis bem como as barreiras que os condicionam.

Caracterização geral

Código

73220106

Créditos

10.0

Professor responsável

Iva Maria Miranda Pires

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

n.a.

Bibliografia

Assadourian, E (2010) The Rise and Fall of Consumer Cultures, in Transforming Cultures From Consumerism to Sustainability, Worldwatch Inst., pp3­20
Baudrillard J(2008) A Sociedade do Consumo. Lisboa: Ed70
Bauman, Z (2007) Consuming life. Cambridge: Pol. Press
Cohen, B; Muñoz, P (2016) Sharing cities and sustainable consumption and production: towards an integrated framework. Jour Cleaner Prod., 134: 87-97 Featherstone, M (2007) Consumer Culture and Postmodernism. Londres: Sage Frenken, K; Schorb, J (2017) Putting the sharing economy into perspective. Envir. Innovation and Soc. Trans., Volume 23: 3-10
Jackson, T (2007) Sustainable Consumption, in Atkinson, G (et all) Handbook of Sustainable Development. London: E. Elgar
Lipovetsky, G. (2009). A Felicidade Paradoxal. Ensaio sobre a Sociedade do Hiperconsumo. Lisboa: Ed.70
McDonough, W; Braungart, M (2002) Cradle to Cradle. Farrar, Straus and Giroux
Urry, J (2010) Consuming the planet to excess, Theory, Cult & Soc, 27 (2­3): 191­212

Método de ensino

Utiliza-se uma metodologia de ensino mista, combinando a apresentação de temas por parte do docente, com sessões de discussão colectiva, orientadas pelo docente, de artigos sobre as temáticas da unidade curricular, iniciadas com uma breve apresentação da problemática por parte de um dos alunos.

Método de avaliação

A avaliação será baseada num trabalho escrito de investigação sobre um tema acordado. Um draft do ensaio, que inclui a definição do problema, o modo de abordagem, a metodologia utilizada e as principais conclusões deverá ser apresentado em aula, e os colegas devem participar ativamente com comentários.(70%), Cada aluno será convidado a fazer uma revisão crítica do trabalho de outro colega(15%), apresentação do ensaio final(15%)

Conteúdo

I. Introdução
Apresentação e discussão crítica dos conceitos de Sociedade do Consumo, Estilos de Vida e Desenvolvimento Sustentável.
II. Os Impactos Económicos, Sociais, Ambientais e Éticos do Consumo
1. Dos limites dos Recursos naturais aos Limites do Planeta
2. Consumo e produção de resíduos
3. Consumo e Equidade
4. Consumo Alimentar, Desperdício Alimentar e Segurança Alimentar
5. Consumo e Felicidade
III. Consumo Sustentável
1. O que é o Consumo Sustentável: as diversas abordagens
2. Políticas e Ações para promover um Consumo Sustentável e Estilos de Vida Sustentáveis
3. Novos Conceitos de Economia e de consumo de bens e serviços
Da economia linear à economia circular e à economia de partilha: a transição necessária para promover um desenvolvimento sustentávellinear à economia circular e à economia de partilha: a transição necessária para promover um desenvolvimento sustentável

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: