Cultura Portuguesa Renascentista

Objectivos

a) Adquirir uma percepção adequada da Cultura Portuguesa no quadro do Renascimento, enquanto base comum a todas as manifestações do saber.
b) Desenvolver competências de leitura crítica, comentário e argumentação.
c) Fortalecer as capacidades de investigação, organização, problematização e transmissão do conhecimento.

Caracterização geral

Código

01100528

Créditos

6.0

Professor responsável

Cecília Maria Gonçalves Barreira

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Conhecimento da História de Portugal e da Europa nos séculos XV e XVI.

Bibliografia

BERNARDIM RIBEIRO, Menina e Moça ou Saudades. Coimbra: Angelus Novus, 2008.
DUARTE PACHECO PEREIRA, Esmeraldo de Situ Orbis. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1991.
FERNÃO DE OLIVEIRA (1536), Gramática da Linguagem Portuguesa. Lisboa: Biblioteca Nacional, 1981.
FERNÃO MENDES PINTO, Peregrinação. Lisboa: Fundação Oriente/IN-CM, 2010.
FRANCISCO DE SÁ DE MIRANDA, Poesias. Lisboa: IN-CM,1989.
GARCIA DE ORTA, Colóquios dos Simples e Drogas da Índia. Lisboa: IN-CM, 1987.
GIL VICENTE, Copilaçam de todalas obras de […]. Lisboa: IN-CM, 1984.
LUÍS DE CAMÕES, Lírica Completa. Lisboa: IN-CM, 1986; 1994; 2002.
LUÍS DE CAMÕES, Os Lusíadas. Lisboa: Instituto Camões, 2000.

Método de ensino

Aulas teórico-práticas de discussão e análise de textos de autores portugueses do Renascimento, com apresentação e discussão de trabalhos individuais.

Método de avaliação

A avaliação será constituída por uma recensão crítica/comentário a um dos textos teóricos da bibliografia crítica (20%), apresentação oral da monografia e intervenções nas aulas(20%), um trabalho de fundo/monografia orientada sobre tema a ser proposto(60%)

Conteúdo

1. A situação política e social de Portugal nos finais do século XV e no século XVI.
2.Humanismo e Renascimento. Principais personalidades, obras e ideias dominantes no contexto europeu.
3. Especificidades do Humanismo e do Renascimento portugueses. As viagens de descoberta enquanto factores determinantes para a construção de uma identidade nacional.
4. Os principais cientistas, escritores, artistas e outras personalidades portuguesas do Renascimento.
5. A vida social em Portugal no Renascimento, com base nos testemunhos dos escritores e cronistas.
6. A obra de Camões como síntese do Renascimento português e precursora dos novos tempos.
7. As visões de hoje do Renascimento em Portugal.