Literaturas Contemporâneas da Península Ibérica

Objectivos

a) Aprofundar o conhecimento das diversas práticas literárias que, desde os inícios do século XX até aos nossos dias, se foram desenvolvendo ao longo do território da Península Ibérica.b) Conhecer alguns dos textos mais destacados que apresentam as diversas literaturas contemporâneas da Península Ibérica (exceptuando a portuguesa).c) Aprofundar o conhecimento dos respectivos contextos histórico-sociais e artístico-literários, nacionais e internacionais.d) Desenvolver capacidades de leitura crítica dos textos que protagonizam aquelas práticas.e) Desenvolver a capacidade de recolha, selecção e interpretação de informação relevante,  multidisciplinar, em relação ao objecto de estudo proposto.f) Desenvolver a capacidade de elaboração de juízos próprios, sustentada por argumentação baseada na informação recolhida e adequadamente articulada.g) Desenvolver a capacidade de comunicação oral e escrita da informação adquirida, das leituras críticas realizadas e interpretações pessoais.    

Caracterização geral

Código

711111076

Créditos

6.0

Professor responsável

Isabel Rute Araújo Branco

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

BECERRA MAYOR, David, La Guerra Civil como moda literaria. Madrid: Clave Intelectual, 2015.
FABER, Sebastiaan, «La literatura como acto afiliativo: la nueva novela de la Guerra Civil (2000-2007)». Álvarez Blanco, M. P. (coord.), Contornos de la narrativa española actual. Madrid: Iberoamericana, 2011. 101-110.
GIBSON, Ian, Cuatro poetas en guerra: Antonio Machado, Juan Ramón Jiménez, Federico García Locas, Miguel Hernández. Barcelona: Planeta, 2010.
LARRAZ, Fernando, «El lugar de la narrativa del exilio en la literatura española». Iberoamericana, XII, 47, 2012. 101-113.
MAGALHÃES, Gabriel, Los españoles. Barcelona: Elba, 2016.
PÉREZ ISASI, Santiago e FERNANDES, Ângela (eds), Looking at Iberia. A Comparative European Perspective. Bern: Peter Lang, 2013.
RICO, Francisco (ed.), Historia y crítica de la literatura española. Madrid: Crítica.
SÁNCHEZ ZAPATERO, Javier. «Memoria y literatura: escribir desde el exilio». Lectura y Signo, 3, 2008. 437-453.

Método de ensino

As aulas são de carácter teórico-prático, entrecruzando a informação no campo da historiografia literária, da teoria e dos métodos da Literatura Comparada. Interacção entre docente e discentes presentes na aula. Análises e reflexões em grupo orientadas pelo docente.

Método de avaliação

Frequência(50%), Trabalho desenvolvido pelos alunos ao longo do semestre, com a preparação de comentários críticos e ensaios, a apresentar na aula e em versão escrita.(50%)

Conteúdo

1. Introdução às literaturas espanholas do século XX.
2. Relações das literaturas espanholas com o cinema, a fotografia, as artes plásticas e a arquitectura.
3. A «Generación del 98» e as vanguardas.
4. A Poesia da «Generación del 27». As importância das mulheres: «Las Sinsombrero». Tea Rooms. Mujeres obreras, de Luisa Carnés.
5. A Guerra Civil e a literatura de exílio: Miguel Hernández, Francisco Ayala e Max Aub.
6. A ditadura de Franco: entre o "tremendismo" e o existencialismo: La família de Pascual Duarte, de Camilo José Cela, e Nada, de Carmen Laforet.
7. Na viragem do século: Los girasoles ciegos, de Alberto Méndez.