Metodologias em História

Objectivos

São objetivos gerais do seminário:
• Promover uma reflexão crítica sobre o conhecimento histórico e sobre os usos da teoria e da metodologia na historiografia
• Proporcionar o desenvolvimento de uma perspetiva interdisciplinar no campo das ciências sociais
• Conferir conhecimento atualizado sobre as metodologias mais relevantes ao dispor da investigação histórica,
• Promover nos doutorandos a capacidade de pensar criticamente as metodologias mais utilizadas nas diferentes áreas da investigação histórica;
• Estimular o debate crítico que permita a cada doutorando encontrar as metodologias mais adequadas ao trabalho que planeiam desenvolver;
• Facultar aos doutorandos o contacto com especialistas e com a respetiva experiência de investigação

Caracterização geral

Código

73205100

Créditos

10.0

Professor responsável

Jorge Miguel de Melo Viana Pedreira

Horas

Semanais - 2

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

Bloch, Marc (1963), Pour une histoire compare des sociétés européennes. In Mélanges historiques. Tome I, Paris: SEVPEN, pp.17-40
Burke, Peter (1993), History and Social Theory, Thaca: Cornell University Press.
Foucault, Michel (1970), L’Ordre du discours. Paris: Gallimard.
Ginzburg, Carlo (1986), Clues, Myths, and the Historical Method, Baltimore, The Johns Hopkins University Press.
Megill, Allan (2007). Historical Knowledge, Historical Error. A Contemporary Guide to Practice, Chicago: The University of Chicago Press.
Stone, Lawrence (1981). The Past and the Present Revisited. Abingdon: Routledge & Kegan Paul.
Topolski, Jerzy (1976), Methodology of History. Boston: D. Reidel Publishing Company.

Método de ensino

As sessões de trabalho baseiam-se em exposição inicial pelo docente ou por convidados especialistas na matéria em análise (que partilharão a sua experiência de investigação) e na posterior discussão aberta ou orientada, organizada em torno de textos previamente indicados. Pretende-se que as aulas sejam animadas através da participação dos estudantes num debate que se generalize à turma, como forma de proporcionar uma aprendizagem mais activa e participativa e de promover a reflexão crítica fundamentada. 

Método de avaliação

Métodos de Avaliação - 1. Participação nos debates e atividades promovidas no âmbito do Seminário (15%), 2. Um relatório crítico (3-5 páginas) sobre uma das sessões do seminário. (15%), 3. Um ensaio crítico (10-15 páginas) sobre tema desejavelmente relacionado com as opções metodológicas do projeto de dissertação de doutoramento. O trabalho será apresentado oralmente e discutido em sessão especial organizada para o efeito(70%)

Conteúdo

Os conteúdos programáticos, além de um conjunto de eixos principais permentes, serão ajustados em cada edição aos interesses e aos projetos dos alunos, de modo a que o seminário dê um contributo relevante à realização da dissertação de doutoramento.
Os conteúdos principais são:
Problemas do conhecimento histórico.
História e ciências sociais.
As Fontes. A arquivística.
Análise comparativa.
Métodos estatísticos e tratamento de dados.
Análise de conteudo e análise do discurso.
História oral e recolha de memórias.
Histórias e Arqueologia.
Metodologias da História Social (Prosopografia e análise de redes).
Metodologias da História Política.