Problemática da Modernidade Económica e Social no Portugal Contemporâneo

Objectivos

Conhecimento da história da economia e sociedade portuguesas contemporâneas, em particular no século XX, tendo em consideração o seu enquadramento internacional; das características estruturais e principais alterações que ocorreram na estrutura económica e social; dos princípios fundamentais do pensamento e da política económica portuguesa; das metodologias e fontes e bibliografia fundamentais relativas à temática e capacidade de os analisar e interpretar; Desenvolvimento de aptidões e competências que permitam compreender e reflectir criticamente sobre as principais conjunturas e as razões que determinaram as etapas da história económica e social portuguesa; fundamentar um pensamento crítico sobre a questão do desenvolvimento e pensar o desenvolvimento económico e social de Portugal no quadro internacional e, em particular europeu. Aquisição de conhecimentos e competências que possibilitem o aprofundamento e a realização de trabalhos de investigação sobre as temáticas abordadas

Caracterização geral

Código

722051160

Créditos

10.0

Professor responsável

Maria Fernanda Fernandes Garcia Rollo

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

BRITO, Brandão de, A Industrialização Portuguesa no Pós-Guerra (1948-1965). O Condicionamento Industrial, Lisboa, 1989 LAINS, Pedro e SILVA, AF (Org.), História Económica de Portugal 1700-2000, Lisboa, ICS, 2005. ROLLO, Maria Fernanda, “Percursos Cruzados”, in Engenho e Obra. Uma abordagem à História da Engenharia em Portugal no Século XX, Coord. J. M. Brandão de BRITO, Manuel HEITOR e ROLLO, Lisboa, 2002;  Portugal e a Reconstrução Económica do Pós-Guerra. O Plano Marshall e a Economia Portuguesa dos anos 50, 2007; Ciência, Cultura e Língua em Portugal no Século XX, com Maria Inês Queiroz, Tiago Brandão e Ângela Salgueiro, INCM, 2012; Portugal e a Europa, 65 anos de história. 25 Anos de Adesão, 3 vols, com J. M. Brandão de Brito e J F Amaral, Tinta da China, 2011; História da Ordem dos Engenheiros, com Ana Pires, 2012. LOPES, José da Silva, A Economia Portuguesa desde 1960, Lisboa, 1996.ROSAS, Fernando, O Estado Novo (1926-1974) (História de Portugal, Dir. J. Mattoso), Lisboa, 1994.

Método de ensino

Funcionamento em regime de seminário, combinando sessões de apresentação da natureza e das problemáticas associadas aos pontos fundamentais do programa com a apresentação e debate de textos e temáticas por parte dos alunos. A programação e calendarização das actividades é definida, apresentada e distribuída no início do ciclo lectivo. A apresentação das matérias, acompanhada da identificação, em aula e via moodle, dos documentos, fontes e bibliografia de referência, e outros recursos, nomeadamente na web, assume e apela, para além da dimensão expositiva e explicativa, cenários de interpretação, problematização e discussão dos conteúdos.

Método de avaliação

Métodos de Avaliação - Participação nos seminários, da elaboração e apresentação de um pequeno trabalho escrito de síntese bibliográfica, da elaboração, apresentação e discussão em aula de um ensaio escrito (20 p.) elaborado a partir de investigação em fontes primárias e bibliografia. Acompanhamento tutorial dos diversos elementos de avaliação.(100%)

Conteúdo

Seminário dedicado ao estudo, análise e compreensão da natureza e da estrutura social e produtiva, políticas e estratégias prosseguidas e principais conjunturas que marcaram a economia e sociedade portuguesas, ponderando a sua inserção no contexto internacional. O programa inclui (i) uma abordagem epistemológica da história económica e social, conteúdos, metodologias, perspectivas e tendências, (ii) apreciação dos principais acervos documentais, fontes e bibliografia e (iii) estudo das temáticas mais relevantes que caracterizam a economia e a sociedade portuguesas entre o final do século XIX e o período pós 25 de Abril. A partir de uma breve caracterização da economia e da sociedade do f. do séc XIX, focam-se sucessivamente as características do tecido económico e social, as políticas e as propostas de reforma relativas aos períodos da I República, Ditadura Militar, Estado Novo e da Revolução de Abril de 1974, considerando os enquadramentos colonial e internacional em que se inscrevem 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: