área de especialização em Planeamento e Ordenamento do Território

Objetivos educativos

­- Aprofundar conhecimentos teóricos e metodológicos em Ordenamento e Gestão do Território (GT); - Aplicar metodologias e técnicas de análise espacial, diagnóstico e prospetiva; -­ Desenvolver modelos de análise espacial com recurso a Tecnologias e SIG; -­ Ter capacidade científica e técnica para elaborar instrumentos de desenvolvimento e planeamento territorial e compreender as repercussões das decisões técnicas e políticas no território; -­ Conduzir/Desenvolver estudos e projetos em Ambiente, Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Deteção Remota e SIG, numa perspetiva integrada de GT; -­ Avaliar, científica e tecnicamente, estudos e projetos em Ambiente, Desenvolvimento, Ordenamento e GT. -­ Aplicar conhecimentos e competências na resolução de questões novas e/ou complexas, em contextos multidisciplinares. -­ Ter capacidade para desenvolver aplicações originais e trabalhos de investigação. -­ Comunicar o conhecimento e o saber fazer nos domínios da Geografia e GT a diferentes públicos.

Caracterização geral

Código DGES

8523

Ciclo

Área de especialização

Grau

Mestre

Acesso a outros cursos

Acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor. Sobre as condições específicas de acesso, consulte-se as normas regulamentares dos cursos de doutoramento da NOVA FCSH.

Coordenador

Jorge Ricardo da Costa Ferreira

Data de abertura

2021-09-20

Número de vagas

40

Propinas

1200 Euros/ano ou 2500 Euros/ano (para estudantes estrangeiros)

Horários

Presencial Pós-Laboral

Idioma de ensino

Língua Portuguesa

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 2 anos/4 semestres
Créditos totais: 120 créditos (60 em unidades curriculares + 60 na componente não letiva)
Modalidades de componente não letiva: Dissertação ou Trabalho de Projeto ou Estágio com Relatório.
O aluno realiza 50 créditos no conjunto das unidades letivas oferecidas. O aluno pode realizar ainda 10 créditos em regime de opção livre (em unidades curriculares de nível pós-graduado da FCSH, da UNL, ou de outras instituições de Ensino Superior nacionais ou estrangeiras, mediante protocolo).
O grau de mestre corresponde ao nível 7 do QNQ/QEQ - Quadro Nacional de Qualificações/Quadro Europeu de Qualificações.



Competências:

- Aprofundar conhecimentos teóricos e metodológicos em Ordenamento e Gestão do Território (GT);
-Aplicar metodologias e técnicas de análise espacial, diagnóstico e prospetiva;
-Desenvolver modelos de análise espacial com recurso a Tecnologias e SIG;
-Ter capacidade científica e técnica para elaborar instrumentos de desenvolvimento e planeamento territorial e compreender as repercussões das decisões técnicas e políticas no território;
- Conduzir/Desenvolver estudos e projetos em Ambiente, Planeamento e Desenvolvimento Territorial, Deteção Remota e SIG, numa perspetiva integrada de GT; ­
- Avaliar, científica e tecnicamente, estudos e projetos em Ambiente, Desenvolvimento, Ordenamento e GT;
- Aplicar conhecimentos e competências na resolução de questões novas e/ou complexas, em contextos multidisciplinares;
- Ter capacidade para desenvolver aplicações originais e trabalhos de investigação. ­ Comunicar o conhecimento e o saber fazer nos domínios da Geografia e GT a diferentes públicos.

Este percurso é um perfil de

Mestrado em Gestão do Território

Condições de acesso

As condições de acesso e ingresso no ciclo de estudos refletem as condições estabelecidas na legislação nacional, nomeadamente: -ser titular do grau de licenciado ou equivalente legal; -ser titular de um grau académico superior estrangeiro reconhecido pelo Conselho Científico da NOVA FCSH; -ser detentor de um currículo académico, científico ou profissional reconhecido pelo Conselho Científico da NOVA FCSH. Os candidatos são selecionados e seriados tendo em conta os critérios definidos anualmente no edital de candidatura.

Regras de avaliação

Ao diploma de pós-graduação é atribuída uma classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do diploma de pós-graduação é a média, por crédito, das classificações obtidas nas unidades curriculares em que o aluno realizou os 60 créditos da componente curricular do mestrado. Ao grau de mestre é atribuída a classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do grau de mestre será a média da classificação final da componente curricular do curso, com o peso de 40%, e da classificação atribuída à dissertação, ou ao trabalho de projeto ou ao estágio com relatório, com o peso de 60%.

Estrutura

Obrigatórias
Código Nome ECTS
722041109 Seminário de Metodologias em Gestão do Território 5.0
Opções Condicionadas a)
Código Nome ECTS
Opções
722041052 Ordenamento do Território 10.0
722041054 Planeamento Estratégico 10.0
02100413 Políticas de Habitação 10.0
722041093 Regeneração Urbana 10.0
722041089 Transportes e Mobilidade 10.0
Número de ECTS obrigatório: 40
Opções Condicionadas b)
Código Nome ECTS
Opções
722041025 Ambiente e Mudanças Globais 10.0
722041029 Cartografia Digital e Design 10.0
722041077 Catástrofes Ambientais e Sociedade 10.0
722041080 Degradação de Ecossistemas Mediterrâneos 10.0
722041036 Deteção Remota e Processamento Digital de Imagem 10.0
722041081 Energia e Ambiente 10.0
722041055 Políticas Ambientais 10.0
722041062 SIG e Análise Espacial 10.0
722041085 SIG e Ordenamento do Litoral 10.0
722041086 SIG Municipal 10.0
Número de ECTS obrigatório: 10
Opções Condicionadas c)
Código Nome ECTS
Opções
722041116 Dissertação em Gestão do Território - Planeamento e Ordenamento do Território 55.0
722041117 Estágio com Relatório em Gestão do Território - Planeamento e Ordenamento do Território 55.0
722041118 Trabalho de Projecto em Gestão do Território - Planeamento e Ordenamento do Território 55.0
Número de ECTS obrigatório: 55
Regra que permite inscrição em um máximo de 10 ECTS que podem ser obtidos em unidades curriculares de nível pós -graduado da FCSH, ou de outras instituições de Ensino Superior nacionais ou estrangeiras, mediante protocolo.