História das Relações Internacionais Portuguesas

Objectivos

a) Identificar as linhas de força fundamentais das Relações Internacionais portuguesas
b) Adquirir competências sobre as condicionantes externas e constantes históricas da política externa portuguesa, numa perspectiva de longa duração
c) Identificar os actores, os processos e estratégias da política externa portuguesa, com incidência no século XX

Caracterização geral

Código

711071055

Créditos

6.0

Professor responsável

Tiago da Mota Veiga Moreira de Sá, Henrique Nuno Pires Severiano Teixeira

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não aplicável

Bibliografia

1.António Costa Pinto; Nuno Severiano Teixeira, A Europa do Sul e a construção da União Europeia, ICS, Lisboa, 2005.
2. TELO, António José , Portugal e a NATO, Lisboa, Cosmos,1996.
3.TEIXEIRA, Nuno Severiano, O Poder e a Guerra, Lisboa, Estampa, 1996.
4.TELO, António José , Portugal e a segunda Guerra, 2 vols., Lisboa, Vega, 1992.
5. OLIVEIRA, César , Portugal e a Guerra Civil de Espanha, Lisboa, O Jornal, 1987.

Método de ensino

Apresentação da matéria e contextualização de conceitos e problemas, com recurso a leitura a análise de textos.

 

Método de avaliação

Método de avaliação - Frequência mid-term (50%), frequência final (50%)

Conteúdo

1.Definição dos conceitos operatórios da análise da política externa.
2.Linhas de força de longa duração:
2.1. Condicionantes geopolíticas;
2.2. Constantes históricas;
3. Análise dos actores, processos e estratégias da política externa de Portugal, ao longo dos diferentes regimes políticos:
3.1. Monarquia Constitucional;
3.2. 1ª República;
3.3.Estado Novo;
3.4.Democracia.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: