Tópicos Aprofundados de Linguística

Objectivos

No final da UC, o estudante deverá:
Relacionar, numa perspetiva de complementaridade, propostas de descrição linguística de diferentes níveis de análise.
Compreender a necessária complementaridade de diferentes abordagens dos fenómenos linguísticos para um melhor conhecimento do funcionamento das línguas naturais.
Identificar de modo aprofundado aspetos do funcionamento do português, relacionando-os com a diacronia língua e identificando as suas especificidades, em contraste com outros sistemas românicos e outras línguas.
Conhecer estratégias de pesquisa bibliográfica seletiva, práticas de leitura e de análise de textos científicos relacionados com os conteúdos selecionados.
Reunir de modo devidamente estruturado a informação relativa aos conteúdos lecionados e organizar um portfólio.

Caracterização geral

Código

711131090

Créditos

6.0

Professor responsável

Maria Antónia Diniz Caetano Coutinho

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A disponibilizar brevemente

Bibliografia

Brocardo, M. T. / Caetano, M. C. (2014) Que papel para a irregularidade (morfológica)? Algumas notas sobre ir a partir de dados do CIPM e do DVPM. In Fiéis, A. / Madeira, A. / Lobo, M. (eds.). O Universal e o Particular: uma Vida a Comparar. Homenagem a Maria Francisca Xavier. Lisboa: Colibri, pp. 79-89.
Campos, M. H. (2001) Enunciação mediatizada e operações cognitivas. In Silva, A.S. (org) Linguagem e Cognição. A Perspetiva da Linguística Cognitiva. Braga: APL/UCP, pp. 325-340.
Herce, B. (2019) Deconstructing (ir)regularity. Studies in Language 43(1), pp. 44–91.
Juge, M. L. (2019) The Sense that Suppletion Makes: Towards a Semantic Typology on Diachronic Principles. Transactions of the Philological Society 117(3), pp. 390–414.
Van der Auwera, J. et al. (eds.) (2012) Irregularity in Morphology (and Beyond). Berlin: Akademia Verlag.
Oliveira, T. (2015) Between evidentiality and epistemic modality. Belgian Journal of Linguistics, 29, pp. 101-122.

Método de ensino

As aulas combinam uma vertente mais expositiva / teórica e uma vertente prática, com participação ativa dos estudantes, que devem desenvolver trabalho autónomo.

Método de avaliação

Métodos de Avaliação - Elaboração e apresentação, ao longo do semestre, de um portfolio(50%), teste escrito(50%)

Conteúdo

1. O conceito de irregularidade– enquadramento geral (descritivo e teórico).
Origem e persistência de irregularidade - perspetivas diacrónicas.
Supletivismo – origem, persistência, fatores morfológicos e não morfológicos.
Outros tipos de irregularidade – sincretismo, depoência.
Estudos de caso: alguns tipos de irregularidades em paradigmas verbais.
2. Deformabilidade e estabilidade das formas e das construções linguísticas – enquadramento geral (descritivo e teórico).
Tempos e modos verbais: interações e dependências semânticas.
Estudos de caso: verbos leves, verbos (plenos) epistémicos , verbos sensoriais.
3. Perspetivas transversais a diferentes níveis de análise.
Estudos de caso – inter-relação de fatores de diferentes níveis no funcionamento de formas e construções verbais.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: