Teoria Feminista e Experiência Literária

Objectivos

1. Adquirir capacidade de analisar a forma como a experiência literária das mulheres, enquanto autoras, tradutoras, críticas e editoras, contribuiu para a elaboração da Teoria Feminista;

2. Adquirir conhecimento dos debates que atravessam hoje este novo campo do saber, sabendo diferenciar os diferentes paradigmas em jogo e os conceitos que lhes estão associados: sexo/género; identidade/identidades (raça, classe social e sexualidade);

3. Adquirir conhecimento de alguns dos textos fundadores da crítica literária feminista bem como das principais polémicas que a atravessam;

4. Adquirir capacidade de elaborar um trabalho de investigação fundamentado sobre um dos temas tratados, utilizando bibliografia especializada e trabalhando com conceitos dos Estudos Feministas.

Caracterização geral

Código

722091104

Créditos

10.0

Professor responsável

Ana Paiva Morais

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

N.A,

Bibliografia

BUTLER, Judith (1990). Gender Trouble. Nova Iorque e Londres: Routledge.
MOHANTY, Chandra Talpade (2003). "Feminism without Borders: Decolonizing Theory, Practicing Solidarity". Duke University Press.
ROONEY, Ellen (ed.) (2006). "The Cambridge Companion to Feminist Literary Theory". Cambridge, Nova Iorque: Cambridge University Press.
Leituras de “Orlando” e de “A Room of One’s Own”, de Virgínia Woolf, bem como das “Novas Cartas Portuguesas”, de Maria Isabel Barreno, Maria Teresa Horta e Maria Velho da Costa, de «O papel de parede amarelo», de Charlotte Perkins Gilman e O desassossego da noite de Marieke Lukas Rijneveld. Serão, ainda, estudadas as seguintes obras: “Caderno de Memórias Coloniais”, de Isabela Figueiredo, “O Alegre Canto da Perdiz”, de Paulina Chiziane, “Ara”, de Ana Luísa Amaral, assim como, no terceiro módulo, “Os Anjos” de Teolinda Gersão, O “Amante” de Marguerite Duras e “Vasto Mar dos Sargassos” de Jean Rhys.

Método de ensino

O ensino segue o método de exposição e discussão sobre as temáticas estudadas a desenvolver em aulas  teórico-práticas com uma percentagem de cerca de 40% e 60% para cada uma das respetivas componentes.  Apresentação de um trabalho de investigação que deverá provar o conhecimento dos pontos tratados bem como a capacidade para lidar, de uma forma crítica, com os conceitos estudados.  O trabalho escrito consiste na redação de um ensaio sobre um tema relacionado com as temáticas abordadas no seminário. Os projectos de ensaios individuais são apresentados e discutidos na turma, o que constitui um rico e diversificado momento de aprendizagem para todas/os. 

Método de avaliação

Presença em 2/3 das sessões realizadas + Apresentação de um trabalho de investigação(100%)

Conteúdo

1. Análise de alguns conceitos de Teoria da Literatura, com especial ênfase na questão do cânone.
2. A instituição literária e as mulheres: diagnóstico de uma relação problemática.
2.1 A história da literatura portuguesa e o silenciamento das suas autoras: estudo de alguns casos paradigmáticos.
3. Análise de conceitos fundamentais da Teoria Feminista e da Teoria Queer, com particular atenção aos contributos de Françoise Collin , Helène Cixous, Luce Irigaray, bem como de Monique Wittig, Michel Foucault, Eve Kosofsky Sedgwick e Judith Butler.
4. Feminismos negros: experiências vividas, colonialidade/póscolonialidade/descolonialidade.
5. Do essencialismo e do construcionismo - a questão da «écriture féminine» - ao feminismo e as fronteiras do humano(ismo) - a partir de Rosi Braidotti.