Fundações

Objectivos

O estudante deve ficar apto a:

1.construir as soluções associadas à determinação das cargas de colapso dos problemas geotécnicos estudados: impulsos de terras, capacidade resistente em relação ao carregamento vertical e estabilidade de maciços em talude, através dos métodos de análise limite e equilíbrio limite;

2.determinar as cargas de colapso associadas a esses problemas;

3.identificar os estados limites últimos das principais estruturas geotécnicas: estruturas de suporte, fundações superficiais e taludes (apenas análises estáticas);

4.verificar a segurança das principais estruturas geotécnicas;

5.determinar assentamentos de fundações superficiais.

 

Caracterização geral

Código

3828

Créditos

6.0

Professor responsável

Nuno Manuel da Costa Guerra

Horas

Semanais - 5

Totais - 70

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Aprovação em disciplina de Mecânica dos Solos

Bibliografia

Guerra, N. M. C. (2012) - "Análise de Estruturas Geotécnicas", FCT/UNL

Atkinson, J. (1993) - "An Introduction to the Mechanics of Soils and Foundations", McGraw Hill, London

Budhu, M. (2000) - "Soil Mechanics and Foundations", Wiley

Frank, R. et al. (2004) - "Designer''''s Guide to Eurocode 7: Geotechnical Design - General Rules". Thomas Telford.

Lancellotta, R. (1995) - "Geotechnical Engineering", A. A. Balkema, Roterdam

Matos Fernandes, M. (2011) - "Introdução à Engenharia Geotécnica", Vol. 2, FEUP Edições.

 

Método de ensino

Aulas teóricas para apresentação e explicação da matéria do programa. Aulas práticas para aplicação, pelos alunos, dos conceitos adquiridos nas aulas teóricas. Utilização, numa das aulas, de modelo pedagógico com vista à compreensão dos mecanismos envolvidos nos casos de colapso mais simples estudados na disciplina.

 

 

Método de avaliação

A avaliação da disciplina será constituída por dois testes, a realizar durante o semestre e um exame final, de recurso. Todas as provas serão presenciais (ver Nota 1). Para cada teste será avaliada, por norma, a matéria leccionada até à semana anterior a cada teste.

Ambos os testes são classificados de 0 a 10.0 valores, arredondados à décima, sendo as suas classificações NT1 e NT2.

A aprovação na disciplina é condicionada a NT2 ser superior ou igual a 4.5 valores (em 10.0).

Cumprindo-se a nota mínima indicada, a nota final, arredondada à unidade, é NF=NT1+NT2 (ver Nota 2).

O exame de recurso será classificado de 0 a 20 valores e, para os alunos que o realizem, a nota final, NF, é a nota do exame, arredondada à unidade (ver Nota 2).

O aluno, para ser aprovado, deverá ter NF >= 10 val.

 

Nota 1: Se a algum aluno for conferido o direito de realizar alguma prova de forma não presencial, em caso de obtenção de nota final superior ou igual 9.5 valores, a sua classificação será confirmada (ou não) através da realização de uma prova oral.

Nota 2: Os alunos que obtenham classificação final superior ou igual a 17 valores devem realizar prova oral para confirmação da nota. Neste caso, a classificação do aluno será a classificação da prova oral. Caso optem por não realizar a prova oral, ser-lhes-á atribuída a classificação de 16 valores.

Nota 3:  Na disciplina de Fundações não há partes independentes da matéria leccionada. Isto significa que um aluno para fazer o teste 2 necessita dos conhecimentos avaliados no teste 1.

Conteúdo

1.Introdução às Estruturas Geotécnicas.

2.Introdução ao colapso dos maciços. Métodos de análise: análise limite e equilíbrio limite.

3.Colapso dos maciços: pressões de terras; capacidade resistente ao carregamento vertical; colapso de maciços em talude.

4.Verificação da segurança das estruturas geotécnicas aos estados limites últimos: Eurocódigo 7.

5.Verificação da segurança de fundações superficiais; referência às fundações profundas; verificação da segurança de taludes; verificação da segurança de estruturas de suporte.

6.Deslocamentos de estruturas geotécnicas; assentamentos de fundações superficiais.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: