Metabolismo e Regulação

Objectivos

Nesta disciplina pretende-se que os alunos adquiram conhecimentos fundamentais em Bioquímica com particular ênfase nos Processos Metabólicos, respectiva regulação e integração.  Na medida em que a relação da estrutura e função é um tema dominante em Bioquímica os alunos recorrem a modelos moleculares de proteínas de um modo interactivo e usando ferramentas on-line. Na mesma perspectiva, os alunos adquirem prática com programas simples de visualização molecular. Estas competências podem ser  utilizadas nas apresentações de seminários. Através de seminários preparados e realizados pelos alunos, pretende-se que aprofundem certas partes da matéria recorrendo para tal a livros de texto e artigos científicos. Quando previstos, os seminários, constituem parte da avaliação e possuem um carácter formativo das capacidades de comunicação dos alunos, sendo apresentados para toda a turma. Tal como noutras disciplinas os trabalhos laboratoriais focam aspectos da matéria teórica e obrigam o aluno a um trabalho em grupo.

 

Caracterização geral

Código

10652

Créditos

6.0

Professor responsável

Maria João Lobo de Reis Madeira Crispim Romão, Teresa Sacadura Santos Silva

Horas

Semanais - 4

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

O acompanhamento desta disciplina bem como o aproveitamento obtido pelos alunos pressupõe que tenham efectuado a disciplina de Bioquimica (Lic. Bioquímica) ou Bioquímica Geral (outros cursos).

Bibliografia

BIOCHEMISTRY
Lubert Stryer
W. H. Freeman and Company, San Francisco. 7th Ed. 2012.

 

ENTENDER A BIOQUÍMICA, Luís Campos

Escolar Editora, 5a Edição, 2008.

 

PRINCIPLES OF BIOCHEMISTRY
Voet, D., Voet, J.G. & Pratt, C.W.
John Wiley & Sons, Inc., New York, 4th ed. 2012

-----

LEHNINGER PRINCIPLES OF BIOCHEMISTRY

Nelson, D.L., & Cox, M.M.
W.H. Freeman and Company, San Francisco, 5th ed. 2008

 

BIOCHEMISTRY

Voet, D. and Voet, J. G.

John Wiley & Sons, Inc., New York, 4th ed. 2011

Método de ensino

1- Aulas teóricas com apresentação em powerpoint e recurso a ferramentas on-line.  2-Aulas práticas de laboratório em grupos de 3/4 alunos. 3- Aulas de problemas. 4- Seminários

Toda a informação relativa ao funcionamento da cadeira (ficheiros pdfs das aulas teóricas, de séries de problemas com soluções e de exames tipo) é disponibilizada antecipadamente no CLIP em "documentação de apoio".

Método de avaliação

I.  Condições gerais de participação, frequência e avaliação  da disciplina  no ano lectivo 2020-21

1. A disciplina de Metabolismo e Regulação integra:

-  Aulas teóricas (T) on-line:        2h por semana

-  Sessões  teórico práticas (TP) on-line:  4 sessões  de 3h

-  Sessões práticas (P) (obrigatório): aulas práticas de laboratório: 3 sessões  práticas de 4h

- Sessões de apresentação de seminários (S) (obrigatório): 1 sessão (inclui a apresentação e discussão do seminário)

2. O processo de avaliação inclui avaliações separadas da parte teórica, prática e da apresentação e discussão de um seminário.

3. Se um aluno frequentar a parte prática com aproveitamento mas não tiver tido aprovação na parte teórica da  disciplina, é-lhe conferida a frequência da parte prática da disciplina durante os dois anos lectivos subsequentes.

II- Avaliação da parte teórica da disciplina (65%) é realizada recorrendo à plataforma Moodle

4. A avaliação da parte teórica (65%) da disciplina consiste na execução de testes ou exame de recurso individuais através da plataforma Moodle.

5. A avaliação por testes consiste na realização de dois testes (90%) e de quizes cada 3 semanas no final da aula teorica (10%). Para obter aproveitamento na componente teórica por testes, a média aritmética da nota obtida nos dois testes (90%) + 6 quiz on-line(10%) terá de ser igual ou superior a 9,5, na escala de 0 a 20 valores.

6. A avaliação em época de recurso consiste na execução de um exame, com data afixada pelos serviços competentes. Para obter aproveitamento, a classificação no exame terá de ser igual ou superior a 9,5, na escala de 0 a 20 valores.

7. Os alunos com aproveitamento na avaliação continua podem apresentar-se para melhoria de nota no exame de recurso. Para tal, deverão seguir as normas vigentes.

8. A classificação do total da componente teórica terá um peso na nota final da disciplina de 65%.

 III Avaliação da parte prática da disciplina  (18%)

9. A avaliação da parte prática da disciplina é em grupo e composta de 3 componentes:

- Pontualidade e prestação no laboratório (avaliação individual) (10%)

- Resolução de um quiz com resolução on-line (enviado na véspera da sessão prática) (avaliação individual) (10%)

- Resposta a um questionário (Moodle) enviado uns dias antes da aula prática, e que deverá ser respondido até uma semana depois da aula, (avaliação em grupo) (80%) 

10. Para obter aproveitamento na componente prática a  nota obtida deve ser igual ou superior a 9,0 valores (arredondada), na escala de 0 a 20 valores. Caso contrário não será atribuída frequência à disciplina.

11. Se for detectado qualquer plágio num questionário, será negada a frequência a todos os membros do grupo.

12. A classificação total da componente prática terá um peso na nota final da disciplina de 18%. 

IV. Avaliação do seminário (17%)

13. A apresentação do seminário é feita em grupo, mas a avaliação é individual. A apresentação e discussão terão a duração máxima de 30 minutos (20 min. apresentação seguida de 10 min. de discussão). 

14. Serão componentes da avaliação, os conteúdos, a apresentação e discussão do seminário.

15. Será atribuída nota da componente seminário aos alunos que obtiverem nota mínima de 9.5. Caso contrário não será atribuída frequência à disciplina. 

16. A classificação do seminário terá um peso na nota final da disciplina de 17%.

 

V. Aproveitamento e Classificação final

17. Apenas será atribuída uma nota final na disciplina aos alunos que tenham obtido frequência e obtido as classificações mínimas exigidas.

18. A classificação final na disciplina será igual à resultante da média ponderada da avaliação da parte prática (0.18), do seminário (0.17) e da parte teórica (0.65) arredondadas à décima. 

19. Será aprovado na disciplina o aluno que tenha uma classificação final igual ou superior a 9.5.

Conteúdo

Capítulo I – Introdução. Conceitos básicos do Metabolismo. Estrutura e Função de Proteínas

Capítulo II – Mecanismos de transdução de sinal e comunicação química entre células.

Capítulo III – Metabolismo central –Glicólise, gluconeogénese e ciclo do ácido cítrico (regulação recíproca)
Mecanismos enzimáticos da glicólise e do ciclo do ácido cítrico. Utilização de outros substratos na glicólise. Regulação. Fontes metabólicas do acetil-coenzima A. Ciclo de Cori.

Capítulo IV –Via das pentoses fosfatadasReacções e regulação da via das pentoses fosfatadas

Capítulo V– Metabolismo do glicogénio
Degradação e síntese do glicogénio. Controle do metabolismo do glicogénio.

Capítulo VI – Metabolismo dos lípidos
Oxidação e biossíntese dos ácidos gordos. Corpos cetónicos. Regulação do metabolismo dos ácidos gordos. Metabolismo do colesterol. Metabolismo dos fosfolípidos e glicolípidos.

Capítulo VII – Biossíntese de lípidos de membrana e de esteróides
Biossíntese de fosfolípidos, triglicéridos e colesterol. Regulação da biossíntese e transporte do colesterol. Derivados do colesterol.

Capítulo VIII – Metabolismo dos aminoácidos e ciclo da ureia
Degradação e biossíntese de aminoácidos. Ciclo da ureia e ciclo alanina-glucose.

Capítulo IX – Metabolismo dos nucleótidos
Síntese e degradação de nucléotidos. Biossíntese de coenzimas de nucleótidos.

Capítulo X – Integração e regulação metabólica
Resumo das principais vias metabólicas e das estratégias para a conservação de energia. Regulação alostérica, hormonal e genética. Adaptações metabólicas.

Capítulo XI – Motores Moleculares
MIosina, actina e contracção muscular. Motores moleculares e flagelos de bactérias.