Saúde Global, Saúde das Populações e Determinantes Sociais

Objectivos

No final desta unidade curricular os alunos devem ser capazes de: 1. Reconhecer a importância dos eventos e determinantes que contribuíram a “criação” progressiva da Saúde Global e dos elementos e critérios que podem contribuir a descrição do estado presente da Saúde Global. Conhecer os objetivos, funções e contribuições dos principais atores institucionais na área da saúde global. 2. Conhecer os elementos da abordagem da Saúde Planetária para a sua compreensão numa perspetiva transdisciplinar. Refletir sobre as várias implicações no século 21. Compreender a dinâmica que lidero ao desenvolvimento das principais iniciativas globais de saúde, e compreender os objetivos e impacto d’algumas iniciativas globais. 3. Rever os determinantes da saúde conhecidos e as possibilidades de modificar os para melhorar a saúde. Compreender a diferencia entre saúde das populações e saúde individual e as implicações para influenciar políticas publicas e intersectoriais em distintos cenários geográficos e políticos. Perceber a carga das doenças não transmissíveis e infeciosas, tendências evolutivas, distribuição e principais determinantes como os eus determinantes socio-económico-ambientais e comerciais. 4. Perceber a importância de tratados comerciais assim como o papel da diplomacia nas negociações dos direitos, por exemplo na OMC. Ser capaz de desenvolver as principais líneas d’um plano de ação e de negociação com todos os atores, incluindo os atores esquecidos da Saúde Global para modificar os grandes desafios para a saúde no seculo 21. 5. Ser capaz de desenvolver as principais linhas d’um plano para cobertura universal num contexto definido. Avaliar o impacto nas ações de saúde pública dos novos conhecimentos. 6. Interpretar criticamente e contextualmente as publicações sobre a saúde global, das populações e dos determinantes socioeconómico- comerciais e ambientais da saúde.

Caracterização geral

Código

5789004

Créditos

3

Professor responsável

Thierry Mertens

Horas

Semanais - 15

Totais - 30

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

A frequência de 2/3 das aulas é obrigatória

Bibliografia

• Global Commission on the social determinants of health: Final report, 2008. http://www.who.int/social_determinants/thecommission/finalreport/en/
• Lang T and Caraher M. Influencing international policy. In Oxford Handbook of Public Health Practice. Pencheon D et al Editors, 2005.
• Rose G. Sick individuals and sick populations. Int J Epidemiol.1985 Mar;14(1):32-8.
• Dye C, Mertens T, Hirnschahll G et al. WHO and the future of disease control programmes. Lancet 2013; Vol. 381, Issue 9864, pp. 413-418.
• Biesma, Regien G., Ruairí Brugha, Andrew Harmer, Aisling Walsh, Neil Spicer, and Gill Walt. “The Effects of Global Health Initiatives on Country Health Systems: A Review of the Evidence from HIV/AIDS Control.” Health Policy and Planning 2009; 24: 239–52. doi:10.1093/heapol/czp025.
• Primary Health Care: Now more than ever. The World Health Report. WHO 2008.
• Kutzin J. Bull World Health Organ 2012; 90: 867–868.
• Health System Financing. The path to Universal Coverage. The World Health Report. WHO 2010.
• Smith RD, Correa C, Oh C. Trade, TRIPS, and pharmaceuticals. Lancet, 2009; 373: 684–91. DOI:10.1016/S0140-6736(08)61779-1 .
• Smith RD, Lee K, Drager N. Trade and health, an agenda for action. Lancet, 2009; 373: 768-773. DOI:10.1016/S0140-6736(08)61780-8.
• Jones KE, Patel NG, Levy MA, Storeygard A, Balk D, Gittleman JL, Daszak P. Global trends in emerging infectious diseases. Nature, 2008 Feb 21;451(7181):990-3. doi: 10.1038/nature06536. PubMed PMID: 18288193.
• Kickbusch. I- The commercial determinants of health. Lancet 2016 (4): 895-6.
• Swinburn BA et al. The global syndemic of obesity, undernutrition, and climate change: The Lancet Commission Report. Lancet 2019.

Método de ensino

Seminários, Aulas teórico-práticas, Trabalhos de grupo e Orientação tutorial.

Método de avaliação

A avaliação final do aluno terá 2 componentes:
1. Apresentação de um artigo científico ou de um cenário tal como descrever uma iniciativa intersectorial – Serão avaliados especificamente a capacidade de compreensão, de pesquisa, de síntese, comunicação e reflexão critica. Representará 45% da nota final.
2. Elaboração de um trabalho final de investigação sobre uma das temáticas apresentadas durante os seminários e aulas, que representará 55% da nota final.

Conteúdo

Por meio de discussões participativas e apresentações públicas de trabalho pessoal, desenvolva habilidades e competências de entendimento, explicativas e de implementação relacionadas a:
I. A evolução progressiva da saúde global, desde o comércio do século 14, através do colonialismo, até os esforços de "desenvolvimento econômico e humano" pós-1945.
II. O conceito em evolução da saúde planetária, com preocupações de recursos limitados.
III. Explorar questões éticas na saúde pública global.
IV. Analisar os esforços iniciais para documentar as desigualdades na Europa Ocidental do século XIX e a documentação mais recente de sua escala global. Explorar a atual concentração de potências econômicas em vários continentes.
V. Descrever a evolução da arquitetura de saúde global, identificando as várias categorias de atores. Discutir objetivos e contribuições desses atores e refletir como facilitar mais inclusão/participação.
VI. Compreender as diferenças entre abordagens individuais de alto risco e população e usar esse entendimento em sua prática profissional.
VII. Resumir os determinantes conhecidos da saúde e brevemente discutir quais podem estar influenciados? Discutir os desafios da biotecnologia para a saúde individual e das populações.
VIII. Olhares sobre a criação da globalização e da saúde global. Mercantilização progressiva.
IX. Analisar criticamente a carga prioritária global de doenças, seus determinantes sociais, econômicos, ambientais e comerciais e os vínculos com as iniquidades em saúde entre países e dentro dos países, e as mudanças climáticas.
X. Identificar determinantes socioeconômicos-corporativos d’algumas doenças não transmissíveis.
XI. Compreender os conceitos de doenças infeciosas, epidemia, endemicidade, força de infeção, doenças emergentes e doenças com potencial pandêmico, tendências, distribuição e fatores que determinam o peso global das doenças infeciosas.
XII. Reconhecer doenças novas e emergentes, suas causas, evolução ao longo do tempo, espaço e pontos de acesso e familiarizar-se com os fatores usados para priorizar doenças emergentes e entender as diferentes etapas e ações do gerenciamento de riscos.
XIII. Reconhecer a ameaça de resistência antimicrobiana (RAM) e elaborar um plano.
XIV. Discutir os desafios da pesquisa-ação transdisciplinar e da coordenação intersectorial para respostas efetivas da saúde pública em vários continentes; explicar a necessidade de desenvolver habilidades e conhecimentos jurídicos, financeiros, ambientais, diplomáticos.
XV. Desenhar as principais etapas da cobertura universal de saúde (UHC). Compreensão dos desafios dos serviços de saúde e recursos humanos no contexto da UHC.
XVI. Explorar o horizonte temporal e os desafios da mudança social, usando exemplos concretos.
XVII. Analisar criticamente o cenário institucional e os desafios de implementação dos ODM-ODS, intervenções globais de saúde e cooperação bilateral e desafios nacionais nos países.
XVIII. Abordar aspetos metodológicos e éticos selecionados na condução de projetos de pesquisa em saúde global.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: