Saúde das populações vulneráveis

Objectivos

No final desta unidade curricular os alunos devem ser capazes de:
1. Conhecer as principais perspetivas teóricas e evolução conceptual do conceito de vulnerabilidade em Saúde.
2. Identificar os fatores de vulnerabilidade de grupos específicos.
3. Reconhecer a importância dos aspetos sociais, comportamentais e epidemiológicos associados à saúde das populações vulneráveis.
4. Compreender as iniquidades em saúde, incluindo no acesso e utilização dos serviços de saúde.
5. Identificarnecessidades em saúde, bem como prioridades e estratégias de melhoria do estado de saúde de populações vulneráveis.
6. Compreender as barreiras e desafios subjacentes às intervenções para reduzir iniquidades em saúde.
7. Refletir sobre o planeamento e implementação de investigações e intervenções, que permitam reais ganhos em saúde e bem-estar das populações vulneráveis.

Caracterização geral

Código

827015

Créditos

5

Professor responsável

Ana Abecasis

Horas

Semanais - Se a UC for oferecida como opcional, o horário será disponibilizado no 2º semestre

Totais - 40

Idioma de ensino

Inglês e Português

Pré-requisitos

Não se aplica

Bibliografia

• Bhopal, R. (Ed.) Ethnicity, race and health in multicultural societies: Foundations for better epidemiology, public health and health care. Oxford: Oxford University Press, 2007.
• Sebastian, J. and Bushy, A. (Eds.) Special Populations in the Community: Advances in Reducing Health Disparities. Maryland: Aspen Publishers, 1999.
• Huff, R. and Kline, M. Promoting Health in Multicultural Populations: A Handbook for Practitioners. Thousand Oaks, CA: Sage, 1999.
• Skolnik, R. Essentials of global health. London: Jones and Bartlett Publishing, 2008.
• Campbell, C. Social capital and health: Contextualising health promotion within local community networks. In S. Baron, J. Field and T. Schuller (Eds.), Social capital: Critical perspectives. Oxford: Oxford University Press, 2000.
• Shi, L., and Stevens, G.D. (2010). Community determinants and mechanisms of vulnerability. In L. Shi, and G.D. Stevens, (Eds.), Vulnerable populations in the United States (pp. 35-92). San Francisco: John Wiley and Sons, Inc.
• Stevens, G.D., and Cousineau, M.R. (2007). Health disparities in multicultural populations: An overview. In M.V. Kline, and R.M. Huff (Eds.), Promoting health in multicultural populations: A handbook for practitioners and students (pp. 102-124). Thousand Oaks: Sage Publications.
A restante bibliografia será fornecida pelo docente responsável pelo módulo.

Método de ensino

O método de ensino utilizado consistirá na exposição conceptual, seguida de discussão e participação dos estudantes após leitura e análise crítica de bibliografia previamente facultada.

Método de avaliação

A avaliação será realizada através da apresentação oral e discussão de um artigo científico e elaboração de um trabalho de grupo.

Conteúdo

I. Vulnerabilidade em Saúde:
Enquadramento conceptual: definição, modelos e teorias.
Fatores de vulnerabilidade em saúde: abordagem multidisciplinar.
Perfil epidemiológico e estado de saúde das populações vulneráveis.
II. Saúde e fatores de vulnerabilidade:
Pobreza, Género, etnicidade, migração, exclusão social, doenças debilitantes e/ou estigmatizantes.
Iniquidades em saúde nas populações vulneráveis: acesso e utilização dos serviços de saúde.
III. Princípios, prioridades e estratégias de melhoria do estado de saúde de populações vulneráveis:
Princípios conceptuais e metodológicos na investigação e intervenção com populações vulneráveis.
Melhoria em grupos específicos: migrantes, desfavorecidos, sem-abrigo, trabalhadores do sexo, toxicodependentes.
Exemplos de boas práticas; VIH/SIDA, Malária e Tuberculose.
Barreiras e desafios na redução das iniquidades em saúde.
Empowerment e grupos vulneráveis.
O papel do suporte social e ‘capital social’.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: