Empreendedorismo

Objectivos

Este curso é uma introdução à natureza diversificada do empreendedorismo. Esta unidade curricular tem como objetivo ser uma oportunidade de aprendizagem experiencial sobre como ser empreendedor.

Além disso, através de palestras, estudos de caso, apresentações de convidados e discussões, o curso centra-se no ponto de vista do empreendedor durante o processo de iniciar um novo negócio.

Caracterização geral

Código

1210

Créditos

7.5

Professor responsável

Miguel Muñoz Duarte

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - A disponibilizar brevemente

Idioma de ensino

Inglês

Pré-requisitos


Bibliografia

BIBLIOGRAPHY.
The Startup Owner’s Manual, Steve Blank & Dorf Business Model Generation, Alexander Osterwalder, et al


RESOURCES.
Steve Blank, “What’s a Startup? First Principles,” http://steveblank.com/2010/01/25/ whats-a- startup-first-principles/

Steve Blank, “Make No Little Plans – Defining the Scalable Startup,” http:// steveblank.com/2010/01/04/make-no-little-plans-–-defining-the-scalable-startup/

Steve Blank, “A Startup is Not a Smaller Version of a Large Company”, http:// steveblank.com/2010/01/14/a-startup-is-not-a-smaller-version-of-a-large-company/
Watch: Mark Pincus, “Quick and Frequent Product Testing and Assessment”, http:// ecorner.stanford.edu/authorMaterialInfo.html?mid=2313

Método de ensino

Interesse no Empreendedorismo e motivação para pelo menos avaliar o lançamento do seu próprio negócio
Paixão, curiosidade, resiliência e agilidade. Interesse em descobrir como uma ideia pode tornar-se uma empresa real.
Cada participante deve comprometer-se com o tempo de aula mais 5 horas adicionais por semana para validação do mercado. Dinâmica de Classe Esta aula é baseada em equipa. Trabalhar e estudar será feito em equipas. Os alunos formarão equipa e devem apresentar uma proposta para que um projeto seja trabalhado durante todo o curso. As equipas auto-organizar-se-ão e estabelecerão papéis individuais por si só. Não existem CEO/VP's formais, apenas a análise constante e a atribuição das tarefas que precisam de ser feitas. As equipas aprenderão a transformar as suas ideias, investigação e tecnologia num produto, serviço ou processo que beneficie a sociedade. Eles vão aprender a usar um modelo de negócio para pensar em cada parte de uma empresa e desenvolvimento de clientes para sair do edifício para ver se alguém além de querer/usar o seu produto. Cada semana será uma nova aventura à medida que projetam experiências e executam testes de hipóteses em cada parte do seu modelo de negócio e clientes. Finalmente, verão como o desenvolvimento ágil pode ajudá-los a iterar rapidamente o seu produto para construir algo que os potenciais clientes usarão e comprarão.  Semanalmente, numa breve apresentação, partilharão o conhecimento merecido com o resto da turma. Trabalhando com a sua equipa vão encontrar problemas sobre como construir e trabalhar com uma equipa e vamos ajudá-los a entender como construir e gerir a equipa de startups. Para além dos instrutores, e dependendo da viabilidade e disponibilidade, cada equipa poderia atribuída a um mentor (um empreendedor experiente, prestador de serviços, consultor ou investidor) para prestar assistência e apoio.

Quantidade de Trabalho- As equipas vão passar uma quantidade significativa de tempo entre cada uma das turmas fora da universidade, a falar com os clientes e a testar hipóteses. Sair do edifício é o esforço. Se os alunos não conseguem dedicar o tempo, então esta aula eletiva não é para eles. Os Empreendedores/Startups de Cultura de Classe comunicam de forma muito diferente da cultura universitária com que a maioria dos alunos está familiarizado. Às vezes pode sentir-se brusco e impessoal, mas na realidade está focado e orientado para criar imediatamente ação em ambientes com tempo e dinheiro limitado. Temos tempo limitado e pressionamos, desafiamos e questionamos as equipas na esperança de que aprendam rapidamente. Seremos diretos, abertos e duros , tal como o mundo real. Claro que estes comentários não são pessoais, mas fazem parte do processo. Também esperamos que os alunos nos questionem, desafiem o nosso ponto de vista se discordam, e se envolvam num diálogo real com a equipa docente. Esta abordagem pode parecer dura ou abrupta, mas faz tudo parte das nossas equipas que querem aprender a desafiar-se rapidamente e objectivamente, e a apreciar que, como empreendedores, precisam de aprender e evoluir mais rapidamente do que alguma vez imaginaram ser possível.

Método de avaliação

Nota Prática Final (30%)
Avaliação de Pares (10%)
Apresentação final do pitch (30%)
Exame Final (30%)

Conteúdo

Este curso fornece uma visão e metodologias em empreendedorismo, tanto como a criação de seu próprio negócio, bem como instigar a iniciação de um novo empreendimento no interior de uma empresa (empreendedorismo).

Abrangemos os principais passos necessários para construir um negócio bem sucedido através de uma abordagem prática sobre o que é realmente começar uma empresa. O objetivo, dentro dos limites de uma sala de aula e uma quantidade limitada de tempo, é criar uma experiência empresarial para os alunos com todas as pressões e exigências do mundo real numa fase inicial de criação de negócio. As aulas estão programadas para dar aos alunos a experiência de como trabalhar em equipa e transformar uma ideia de negócio numa empresa.

Este curso leva os alunos a seguir o caminho para a construção de uma ideia de negócio. Não se trata de escrever um plano de negócios ou fazer investigação de biblioteca. Os alunos vão, em grupo, construir um projeto a partir do zero e falar com os clientes atuais e parceiros para a sua ideia e aprender o caos e a incerteza de como uma startup realmente funciona. Eles vão aprender a usar um modelo de negócio para refletir cada parte de uma empresa e Desenvolvimento do consumidor saindo da sala de aula e interagir com perspectivas reais para ver se alguém, além de si mesmos, se atualmente querem / usar seu produto.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: