Mestrado em Arqueologia

Objetivos educativos

1) Adquirir formação aprofundada nas grandes áreas de especialização cronológicas e em metodologias transversais da Arqueologia; 2) Obter conhecimentos teóricos e práticos que permitam o desenvolvimento de projectos de investigação e direcção de trabalhos arqueológicos; 3) Capacitar para gerir informação, reflectir, formular hipóteses e publicar os resultados obtidos, elaborando textos de síntese com base em testemunhos arqueológicos; 4) Habilitar para a participação em debates científicos sobre problemáticas históricas/arqueológicas, contribuindo de forma criativa para a interpretação do passado humano; 5) Construir os alicerces necessários à incorporação de saberes complementares à Arqueologia, no quadro da multidisciplinaridade necessária à compreensão do passado humano; 6) Habilitar para o exercício da profissão de arqueólogo, de acordo com o estipulado legalmente em Portugal e na União Europeia, nas vertentes relacionadas com a arqueologia preventiva e de salvamento.

Caracterização geral

Código DGES

6011

Ciclo

Mestrado (2.º Ciclo)

Grau

Mestre

Acesso a outros cursos

Acesso ao ciclo de estudos conducente ao grau de doutor. Sobre as condições específicas de acesso, consulte-se as normas regulamentares dos cursos de doutoramento da NOVA FCSH.

Coordenador

André Pinto de Sousa Dias Teixeira

Data de abertura

2022-09-19

Número de vagas

20

Propinas

1200 Euros/ano ou 2500 Euros/ano (para estudantes estrangeiros)

Horários

Presencial Pós-Laboral

Idioma de ensino

Língua Portuguesa

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 2 anos/4 semestres Créditos totais: 120 créditos (60 em unidades curriculares + 60 na componente não letiva) Modalidades de componente não letiva: Dissertação ou Trabalho de Projeto ou Estágio com Relatório. O aluno realiza 50 créditos no conjunto das unidades letivas oferecidas. O aluno realiza ainda 10 créditos em regime de opção livre (em unidades curriculares de nível pós-graduado da FCSH, da UNL, ou de outras instituições de Ensino Superior nacionais ou estrangeiras, mediante protocolo). No 3.º semestre o aluno realiza obrigatoriamente um seminário de acompanhamento da componente não letiva (5 ECTS). O grau de mestre corresponde ao nível 7 do QNQ/QEQ - Quadro Nacional de Qualificações/Quadro Europeu de Qualificações.

Competências: 1) Adquirir formação aprofundada nas grandes áreas de especialização cronológicas e em metodologias transversais da Arqueologia; 2) Obter conhecimentos teóricos e práticos que permitam o desenvolvimento de projetos de investigação e direção de trabalhos arqueológicos; 3) Capacitar para gerir informação, refletir, formular hipóteses e publicar os resultados obtidos, elaborando textos de síntese com base em testemunhos arqueológicos; 4) Habilitar para a participação em debates científicos sobre problemáticas históricas/arqueológicas, contribuindo de forma criativa para a interpretação do passado humano; 5) Construir os alicerces necessários à incorporação de saberes complementares à Arqueologia, no quadro da multidisciplinaridade necessária à compreensão do passado humano; 6) Habilitar para o exercício da profissão de arqueólogo, de acordo com o estipulado legalmente em Portugal e na União Europeia, nas vertentes relacionadas com a arqueologia preventiva e de salvamento.

Condições de acesso

As condições de acesso e ingresso no ciclo de estudos refletem as condições estabelecidas na legislação nacional, nomeadamente: -ser titular do grau de licenciado ou equivalente legal -ser titular de um grau académico superior estrangeiro, que seja reconhecido pelo Conselho Científico -ser detentor de um currículo académico, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Cientifico da NOVA FCSH Os candidatos são selecionados e seriados tendo em conta os critérios definidos anualmente no edital de candidatura.

Regras de avaliação

Ao diploma de pós-graduação é atribuída uma classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do diploma de pós-graduação é a média, por crédito, das classificações obtidas nas unidades curriculares em que o aluno realizou os 60 créditos da componente curricular do mestrado. Ao grau de mestre é atribuída a classificação final no intervalo de 10-20 de escala numérica inteira de 0 a 20, bem como o seu equivalente na escala europeia de comparabilidade de classificações. A classificação final do grau de mestre será a média da classificação final da parte escolar do curso, com o peso de 40%, e da classificação atribuída à dissertação, ou ao trabalho de projeto ou ao estágio com relatório, com o peso de 60%.

Estrutura

Obrigatórias
Código Nome ECTS
722051400 Gestão e Proteção do Património Arqueológico 10.0
722051389 Metodologias e Práticas em Arqueologia 10.0
722051276 Seminário de Acompanhamento (Arqueologia) 5.0
Opções Condicionadas (1) Para a realização da componente não letiva conducente ao grau de mestre, o estudante deve optar por uma das modalidades oferecidas
Código Nome ECTS
Opções
722051273 Dissertação em Arqueologia 55.0
722051333 Estágio com Relatório em Arqueologia 55.0
722051274 Trabalho de Projeto em Arqueologia 55.0
Número de ECTS obrigatório: 55
Opções Condicionadas (2) O estudante realiza, no mínimo, 30 créditos no conjunto destas unidades curriculares letivas, a escolher de entre as oferecidas de acordo com a oferta disponível em cada ano letivo.
Código Nome ECTS
Opções
02107823 Arqueociências 10.0
722051392 Arqueologia da Morte 10.0
722051397 Arqueologia dos Contactos Comerciais 10.0
722051383 Arqueologia Marítima 10.0
722051394 Arqueologia Rural 10.0
02109370 Arqueometria 10.0
722051390 Comunicação e Valorização do Património Arqueológico 10.0
02107840 Tecnologias Digitais para Análise do Património 10.0
Número de ECTS obrigatório: 30
Regra que permite inscrição em um máximo de 10 ECTS entre a oferta disponível de 2º ciclo da NOVA FCSH e outras IES