Contextos Etnográficos (Latino-Americanos)

Objectivos

O objetivo fundamental da unidade curricular é introduzir os estudantes a algumas linhas de força da realidade etnográfica do Brasil e da reflexão antropológica que esta tem suscitado. Partindo de uma apresentação genérica das grandes linhas de desenvolvimento da antropologia brasileira, a disciplina propõe um enfoque mais aprofundado sobre alguns grandes temas: os discursos de identidade nacional, as religiões afro-brasileiras, as relações raciais, a etnologia indígena e os estudos de antropologia e sociologia urbana. A abordagem proposta combina a atenção aos debates teóricos com o exame de etnografias particularmente significativas.

Caracterização geral

Código

711001051

Créditos

6.0

Professor responsável

Rodrigo Lacerda Fernandes

Horas

Semanais - 4

Totais - 168

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não se aplica.

Bibliografia

Bastide, Roger, 2005 [1958], O Candomblé da Bahia, São Paulo, Companhia das Letras.
DaMatta, Roberto, 1980, “Você Sabe Com Quem Está Falando? Um Ensaio sobre a Distinção entre Indivíduo e Pessoa no Brasil”, Carnavais,
Malandros e Heróis. Para uma Sociologia do Dilema Brasileiro, Rio de Janeiro, Zahar Editores, pp. 139-193.
Freyre, Gilberto, 1957 [1932], Casa Grande e Senzala, Lisboa, Livros do Brasil.
Holanda, Sérgio Buarque, 2005 [1936], Raízes do Brasil, São Paulo, Companhia das Letras.
Ribeiro, Darcy, 1996 [1995], O Povo Brasileiro. A Formação e o Sentido do Brasil, São Paulo, Companhia das Letras.
Skidmore, Thomas, 1989, Preto no Branco. Raça e Nacionalidade no Pensamento Brasileiro, Rio de Janeiro, Editora Paz e Terra.
Skidmore, Thomas, 1998, Uma História do Brasil, São Paulo, Editora Paz e Terra.
Viana, Hermano, 2004 [1995], O Mistério do Samba, Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editores/ Editora da UFRJ.

Método de ensino

As aulas seguem uma metodologia teórico-prática, com uma primeira componente expositiva das ideias-chaves de cada ponto curricular por parte do docente, com recurso a projeção de slides com citações e imagens selecionadas, e em modo aberto de permanente interação com os estudantes, através de questões, comentários e intervenções livres. Num segundo momento, que por vezes interpenetra a componente expositiva, os estudantes são convidados a analisar em pormenor, por meio de discussão coletiva, determinadas passagens ou outros conteúdos que permitem aprofundar a matéria sinteticamente exposta, e a realizar pequenos exercícios de análise e interpretação em grupo. Em algumas das aulas, uma terceira componente é constituída pela realização de debates sobre a matéria lecionada.

Método de avaliação

A disponibilizar brevemente

Conteúdo

- Brasil: uma introdução.
- A antropologia brasileira: desenvolvimento histórico e principais áreas de interesse contemporâneas.
- Discursos de identidade nacional brasileira: de Gilberto Freyre a Roberto DaMatta. Identidade nacional brasileira, imagens da colonização e debates sobre a modernidade.
- Religiões afro-brasileiras. O paradigma africanista em Bastide. Para além do paradigma africanista: outras perspetivas sobre o candomblé e a umbanda.
- Relações raciais. O mito da democracia racial. Debates e pesquisas em torno do racismo à brasileira.
- Etnologia indígena. Principais linhas de força da etnologia indígena. Os índios e a civilização: o paradigma contactualista. Para além do paradigma contactualista.
- Retratos do Brasil urbano. Entre antropologia e sociologia urbana.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: