Estudo do Trabalho

Objectivos

No final do semestre,  os estudantes deverão ter adquirido conhecimentos e competências para:  

  • avaliar ciclos de trabalho, numa perspectiva de eficiência e produtividade das operações;
  • definir tempos normais e padrão para realização de operações;
  • avaliar micromovimentos na realização das operações, e diagnosticar as operações valor acrescentado;
  • estruturar fluxos de trabalho em linha e em células de produção;
  • efectuar um mapeamento aos processos de tomada de decisão para optimização dos processos.

Caracterização geral

Código

8163

Créditos

6.0

Professor responsável

Ana Teresa Martins Videira Gabriel, Isabel Maria Nascimento Lopes Nunes

Horas

Semanais - 4

Totais - 59

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não existem precedências obrigatórias legais.

Bibliografia

• Boykin, R.F., et al. Production and operations management: test bank. 5th ed. NY: The Dryden Press, 1992.
• Chase, R.B., et al. Operations Management for Competitive Advantage. 11th ed. NY: McGraw-Hill, 2006.
• Gaither, N. Production and operations management. 5th ed. US: The Dryden Press Publishers, 1992
• Galloway, D. Mapping work processes. US: ASQC Quality Press, 1994
• Slack N., et al. Operations Management. 8th Edition. UK: Pearson, 2016.
• Stevenson W.J. Operation Management. 12th ed. NY: Mcgraw-Hill Education, 2015.

Método de ensino

As aulas teóricas são expositivas, para transmissão dos conceitos chave. 

Nas aulas praticas, são efetuados diversos trabalhos, alguns dos quais seleccionados para avaliação.

Para avaliação:

TP1 – Prática de cronometragem de actividades laborais. Determinação do tempo standard da actividade. Determinar pela técnica de cronometragem o tempo standard para realização de uma dada tarefa

TP2 - Prática de utilização de tabelas de tempos pré-determinados MTM-1. Determinação do tempo normal da actividade.
TP3 – Pluriocupação de operadores. Simular a actividade de um operador quando opera simultâneamente 2 ou mais equipamentos


Outros trabalhos:

 -Prática de elaboração do diagrama de análise de operações e do diagrama de processo. Determinação do impacto das operações valor acrescentado num dado processo. Elaborar os diagramas de processo e de análise de operações a um dado processo e criticar os resultados
– Prática de análise de Ciclos Homem-Máquina. Determinação da produção horária e das taxas de ocupação
– Concepção de linhas de montagem. Simular linha de montagem para um determinado produto, procedendo ao seu dimensionamento e estruturação dos postos de trabalho

Método de avaliação

(1) Teórica (ponderação 65%; nota mínima 9,5 valores): 2 testes ou 1 exame de recurso.

(2) Componente prática (ponderação 35%; média ponderada dos 3 trabalhos >= 9,5 valores): 15%TP1 (grupo); 5%TP2 (grupo); 15%TP3 (grupo)

(3) A frequência é válida por 1 ano lectivo.

(4) Nota final = 0,65*Teórica + 0,15*TP1 + 0,05*TP2 + 0,15*TP3

Conteúdo

1. Introdução à Legislação Laboral: principais normas do código do trabalho em Portugal.

2. Definição dos principais componentes do posto de trabalho. Discussão das diferentes formas de tecnologia instalada em unidades industriais: de processo, em massa, por lotes e unitária.

3. Métodos de análise do fluxo produtivo: os diagrama de processo, de sequência de actividades e de análise de operações.

4. Introdução da técnica de cronometragem, como forma de avaliação e optimização das actividades industriais: o método da cronometragem, o factor de actividade do operador, os complementos de actividade, os tempos observado, normal e standard.

5. A técnica de amostragem no âmbito das actividadades desenvolvidas em postos de trabalho.

6. Introdução aos sistemas de tempos pré-determinados, como metodologia para avaliação microscópica de movimentos com os membros superiores:o sistema MTM-1.

7. O tempo de controlo dos equipamentos. Conceitos de eficiência, eficácia e produtividade. Introdução aos ciclos homem-máquina, como metodologia de análise de ciclos de trabalho, envolvendo a interacção entre operador/a e equipamento.

8. A estruturação do fluxo produtivo. O fluxo sincronizado e não sincronizado entre postos de trabalho O fluxo de produção em linhas: sua vantagem competitiva, os conceitos de tempo de ciclo, cadência, folga e sincronização das operações, a técnica de dimensionamento e a avaliação do seu funcionamento.

9. O fluxo de produção em células: a vantagem competitiva e os objectivos estratégicos associados à sua implementação, e a técnica para o seu dimensionamento.

 


Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: