Tecnologias de Fundição e Soldadura

Objectivos

 

Pretende-se com esta disciplina, que os alunos adquiram:
- os fundamentos das tecnologias da fundição
- um conjunto de conhecimentos actualizados sobre as técnicas de ligação de materiais, seu potencial e campo de aplicação
 

Caracterização geral

Código

10494

Créditos

6.0

Professor responsável

Catarina Isabel Silva Vidal, Telmo Jorge Gomes dos Santos

Horas

Semanais - 4

Totais - 56

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Não existem

Bibliografia

 

Kalpakjian S., Manufacturing Processes for Engineering Materials, ed. Addison-Wesley, 2003
Jorge Rodrigues e Paulo Martins, Tecnologia Mecânica - vol.1, ed. Escolar Editora, 2005
Peter Beeley, Foundry Technology, Butterworth Heinemann, 2ºed., Oxford 2001
D. R. Poirier e E. J. Poirier, Heat Transfer Fundamentals for Metal Casting, 2º ed., TMS, Pennsylvania, 1993
M. C. Flemings, Solidification Processing, McGraw-Hill – Materials Science and Engineering,  1974
E. J. Vinarcik, High Integrity Die Casting Processes, John Wiley & Sons, Inc., 2003
Santos, J. F., Quintino, L., Processos de Soldadura, ed. ISQ, 1998
Welding Handbook vol. III – Materials and Applications, ed. AWS, 1996
Lopes, E. D. e Miranda R. M., Metalurgia da Soldadura, ed. ISQ 1993

Método de ensino

Nas aulas teóricas o professor apresenta e explica os conceitos fundamentais recorrendo a
 meios áudio-visuais, tais como slides e vídeos disponibilizados posteriormente em suporte digital destinados a auto-estudo.


As aulas práticas estão coordenadas com as teóricas. São realizados ensaios laboratoriais e resolvidos problemas privilegiando o trabalho de grupo.

Método de avaliação

Opção 1: Avaliação Contínua

 - 1º Teste (T1) presencial, caso a situação pandémica o permita;

 - 2º Teste (T2) presencial, caso a situação pandémica o permita;

- Trabalho Prático 1 (TP1) sobre soldadura;

- Trabalho Prático 2 (TP2) sobre fundição.


Nota final = 0.70 x [(T1 + T2)/2] + 0.30 x [(TP1 + TP2)/2] 

com [(T1 + T2)/2] >= 9.0 valores  e  [(TP1 + TP2)/2] >= 9.5 valores.

 

Para obter frequência à disciplina é necessário que a média das notas dos trabalhos práticos seja igual ou superior a 9.5 valores. Os alunos que obtiveram frequência no ano lectivo anterior (2021/2022) têm automaticamente frequência este ano.

O aluno será aprovado se a média ponderada (Nota final) for igual ou superior a 9.5 valores e tiver obtido frequência à disciplina.

Caso o aluno tenha uma Nota final igual ou superior a 18 valores será realizada uma prova oral de defesa da nota. 

 

Opção 2: Avaliação por Exame de Recurso

Têm acesso a Exame de Recurso todos os alunos que tenham obtido frequência à disciplina.

O exame será presencial, caso a situação pandémica o permita.

A nota final será dada por:

Nota final = 0.70 x Exame de Recurso + 0.30 x  [(TP1 + TP2)/2]

com Exame de Recurso >= 9.0 valores  e  [(TP1 + TP2)/2] >= 9.5 valores. 

O aluno será aprovado se a média ponderada (Nota final) for igual ou superior a 9.5 valores e tiver obtido frequência à disciplina.

Caso o aluno tenha uma Nota final em Época de Recurso igual ou superior a 18 valores será realizada uma prova oral de defesa da nota. 

 

Em caso de reprovação, a nota dos trabalhos práticos manter-se-á válida durante 1 ano lectivo.

Conteúdo

Introdução ao processamento térmico
Fundamentos da tecnologia de fundição
Fundamentos das tecnologias de soldadura e ligação
Fundamentos do processamento térmico de materiais não metálicos

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: