Vias de Comunicação

Objectivos

Pretende-se que relativamente às infraestruturas de transporte, em especial no âmbito rodoviário, os alunos adquiram os conceitos relativos aos aspectos de planeamento, à concepção de soluções geométricas que atendam aos principais condicionantes, e aos procedimentos a adoptar para o dimensionamento de infraestruturas de transporte.

Caracterização geral

Código

7792

Créditos

6.0

Professor responsável

Nuno Manuel da Costa Guerra, Simona Fontul

Horas

Semanais - 4

Totais - 70

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Conhecimentos base em topografia.

Bibliografia

1. Diapositivos da disciplina; 

2. "Norma de traçado", JAE, 1994; 

3. "Manual Prático de Estradas", Manuel Prates, 2018.; 

4. “Norma de intersecções”, JAE, 1990; 

5. “Norma de nós de ligação”, JAE, 1990; 

6. “Manual de drenagem superficial em vias de comunicação”, IEP, 2001; 

7. “Tipologias de meios e modos de transporte”, IMTT, 2011; 

8. Paul Wright, Karen Dixon – “Highway engineering”, 7th edition, Wiley, 2004.

Método de ensino

Conjuntamente com a transmissão de conceitos teóricos e com a resolução de exercícios onde se ilustram os procedimentos de cálculo geométrico de uma infraestrutura rodoviária, o aluno elabora em grupo os elementos principais do projecto de um trecho de estrada, essencialmente no âmbito do traçado mas incluindo também elementos básicos de terraplenagem, de drenagem, de pavimentação e de equipamento de segurança. A avaliação compreende os elementos elaborados no projecto, a participação nas aulas teóricas e práticas e a realização de exame escrito final.

Método de avaliação

PROVISÓRIO

A avaliação na disciplina inclui duas componentes: Teórico-Prática (50%); Projecto (50%).

Na componente Teórico-Prática são realizados dois testes (presencial) durante o semestre.

Na componente de Projecto, o mesmo é realizado em grupo com até três elementos. Os alunos que tenham realizado o Projecto em 2020/21, com classificação superior a 9.5 valores, e obtido frequência no ano correspondente, estão dispensados da sua realização caso o pretendam.

Consideram-se aprovados os alunos que cumpram em simultâneo as três condições seguintes: (1) frequência à disciplina;  (2) classificação na componente teórico-prática não inferior a 9.0/20; (3) classificação final não inferior a 9,5 valores. O exame de recurso avalia somente a componente teórico-prática.

Para a obtenção de frequência à disciplina é necessário frequentar, com pontualidade, pelo menos 2/3 das aulas, e realizar o Projecto com classificação mínima de 9.5 valores.

Os alunos que tenham obtido frequência no ano lectivo 2020/21 não necessitam de assistir às aulas.

Conteúdo

1. Transportes e infraestruturas de transporte. Comparação entre os transportes ferroviário, rodoviário e aeroportuário.

2. Planos rodoviários. Tipos de vias, suas características gerais e entidades responsáveis.

3. Faseamento do projecto.

4. Aspectos condicionantes na concepção de infraestruturas de transporte.

5. Condições de circulação. Nível de serviço e definição de velocidade e distâncias de visibilidade.

6. Traçado em planta e em perfil longitudinal. Suas condicionantes. Relação do traçado com os utentes.

7. Traçado em perfil transversal. Sua relação com o nível de serviço.

8. Cruzamentos. Tipologia e características de intersecções e nós de ligação.

9. Elementos básicos de terraplenagem, drenagem, pavimentação e equipamentos de segurança.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: