Mobilidade e Transportes Sustentáveis

Objetivos

No final da UC o estudante terá adquirido conhecimentos, aptidões e competências que lhe permitam:

- Compreender a relação entre o sistema de mobilidade e transportes, o sistema urbano e o sistema ambiental.

- Conhecer as externalidades urbanas, sociais e ambientais associadas aos modos de transporte.

- Saber fundamentos de planeamento da mobilidade urbana sustentável (SUMP’s). Destaque para o planeamento e gestão da mobilidade pedonal e ciclável, das interfaces de TP, da rede viária, do estacionamento e do espaço público.

- Saber realizar auditorias à qualidade de percursos pedonais e à qualidade de percursos cicláveis.

- Saber efetuar análises urbano-ambientais a interfaces de TP na perspetiva do Modelo TOD – Transit, Oriented Development. Focagem na zona urbana envolvente polarizada pela interface.

- Ser capaz de intervir na regeneração dos sistemas de mobilidade e transportes, para melhorar do seu impacte no ambiente local e global, na saúde humana e na eficiência urbana.

Caracterização geral

Código

12678

Créditos

3.0

Professor responsável

João António Muralha Ribeiro Farinha, José Carlos Ribeiro Ferreira

Horas

Semanais - 2

Totais - 37

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Sem requisitos específicos, para além da necessária pro-atividade do aluno e vontade de explorar os assuntos e de aprofundar conhecimentos por vezes de forma autónoma e em estreita articulação com o docente. 

Bibliografia

  • Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa 2020-2030; MATE; Portugal; março 2019.
  • Guidance on Conducting Walking Audits – Active Access Project; Intelligent Energy Europe, EC; Bronwen Thornton -- Walk21; 2013.
  • Guidelines. Developing and Implementing a Sustainable Urban Mobility Plan (SUMP); EC, 2013.
  • Pacote da Mobilidade (IMT) - Estratégia para a Acessibilidade, Mobilidade e Transportes; Portugal, 2011.
  • Reclaiming City Streets for People - Chaos or Quality of Life?; European Commission; s.d.
  • TOD Standard 3.0 - Padrão de Qualidade DOTS (Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável); IPTD; Nova York; 2017

Método de ensino

A metodologia de ensino inclui a leitura crítica de artigos científicos, discussão em aula, apresentações pelo docente, realização de exercícios de aplicação para consolidação de matérias, pesquisas na internet, visualização de vídeos de motivação, acompanhamento e orientação dos trabalhos práticos dos alunos e espaços para realizar trabalhos de campo na AM Lisboa. Apresentações e discussão de resultados. 

Método de avaliação

50% Trabalho + 50% Teste

Conteúdo

Construir Fundamentos e Criar Visões de Qualidade. Conceitos de mobilidade, acessibilidade, transportes e usos do solo. Relações sistémicas. Externalidades negativas e internalização de custos. Mudanças de paradigma ‘predict and provide’ vs ‘aim and manage’ e motivos urbano-ambientais. Visão de Oslo. Caso de estudo Amesterdão. Orientações da UE sobre PMUS, orientações nacionais IMT e o contexto Português. Acalmia de trânsito, zonas 30 e ruas de coexistência. Hierarquia viária, gestão do estacionamento.

Mobilidade Suave. Focagem no planeamento e gestão de três subsistemas de mobilidade suave: percursos pedonais, redes cicláveis e interfaces de TP. Exploração do modelo TOD.

Protótipos. Construir protótipos de instrumentos para realizar auditorias à qualidade em cada um dos três subsistemas de mobilidade suave.

Hands-on. Aplicação prática dos protótipos para auditar a qualidade da mobilidade suave (pedonal, ciclável e interfaces) em casos concretos na AM Lisboa e propor melhorias

 

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: