Alterações Climáticas e Agricultura

Objectivos

No final desta unidade curricular o estudante terá adquirido conhecimentos, aptidões e competências que lhe permitam:

Compreender como a Agricultura é extremamente vulnerável às alterações climáticas, ameaçando a segurança alimentar global.

Reconhecer as principais limitações à produção alimentar.

Ser capaz de desenvolver sugestões críticas para mitigar os efeitos prejudiciais das alterações climáticas

Ser capaz de adquirir as competências necessárias para introduzir culturas novas e melhor adaptadas.

Caracterização geral

Código

11373

Créditos

6.0

Professor responsável

Fernando Henrique da Silva Reboredo

Horas

Semanais - 5

Totais - 56

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

os alunos devem possuir conhecimentos básicos de biologia das plantas, fisiologia vegetal e bioquímica

Bibliografia

IFPRI. 2009. Agriculture and Climate Change: An agenda for negotiation in Copenhagen, A 2020 vision for food, agriculture, and the environment. International Food Policy Research Institute (IFPRI), Washington, G.C. Nelson ed., 28 pg., ISBN: 9780896296589

Kulshreshtha, S.N. & Wheaton, E.E. 2018. Sustainable Agriculture and Climate Change. 1st Edition, Sustainability (Special Issue) MDPI, Basel, 244 pg.

5. Deryng, D. (edit), 2020. Climate Change and Agriculture. Burleigh Dodds Science Publishing, 300 pg.,

IPCC. 2020. Climate change and Land. Summary for Policymakers. 41 pg. https://www.ipcc.ch/site/assets/uploads/sites/4/2020/02/SPM_Updated-Jan20.pdf

FAO. 2021. Climate-Smart Agriculture: Case studies. 98 pg., Rome (Italy) https://www.fao.org/documents/card/en/c/cb5359en/

Método de ensino

As sessões teóricas realizam-se com recurso a data-show e métodos de e-learning (uso da plataforma Moodle). As aulas teórico-práticas constam de análise e interpretação de casos de estudo.Os projectos e/ou trabalhos são iniciados nas aulas teórico-práticas, através de pesquisa on-line sobre os assuntos a abordar, existindo uma orientação contínua por parte do Responsável da Unidade Curricular. Os estudantes terão acesso a toda a bibliografia sobre a UC assim como a todos os materiais disponibilizados (power-points, PDFs). A formação teórica e teórico-prática complementa-se com a atenção personalizada em aulas tutoriais, embora o Responsável esteja sempre disponível para eventuais dúvidas.

Método de avaliação

Avaliação contínua nas 2 componentes: teórica (1 Teste individual -  50% na classificação final) e teórica-prática: (realização de um trabalho e apresentação em ppoint/discussão pública - 40%+10% classificação final).

Classificação final: (0.50*Teste) + (0.40*Trabalho) + (0.10* Apresentação/discussão pública Trabalho). Aprovação requer nota mínima de 9.5 valores (escala de 20 valores) em cada componente (teórica e teórica-prática)

Os alunos sem aprovação no Teste poderão ir a exame recurso. Classificação igual a: 0.5*classificação do exame+0.5*classificação da componente teórica-prática. Aprovação com classificação mínima de 9.5 valores.

Datas de avaliação

Teste - 27 de maio de 2021

Entrega trabalho - 10 de junho de 2021 com apresentação/discussão pública em formato powerpoint a 24 junho de 2021

Conteúdo

História da Terra e alterações climáticas. Glaciações, períodos inter-glaciais e óptimos climáticos.

Alterações climáticas e o aumento ocorrência de acontecimentos extremos – secas e cheias.

Alterações climáticas e modelos predictivos. O papel do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas

A importância do clima na produção agrícola. Consequências do aumento de temperatura, deficit hídrico e dióxido de carbono, entre outros gases com efeito de estufa.

Avaliação dos impactes das alterações climáticas a nível global – efeitos a nível da produção agrícola e florestal.

Estratégias adaptativas e de mitigação.

O modelo SIAM e os efeitos previsíveis em Portugal Continental

Implicações políticas e necessidades de investigação futura.