Engenharia Electrotécnica e de Computadores

Objetivos educativos

Objetivos

Objectivos genéricos. O Doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores (PDEEC) visa preparar investigadores com capacidade para a realização de actividade de investigação autónoma e de liderança em processos de inovação na área científica da Engenharia Electrotécnica e de Computadores, quer em ambiente universitário quer em ambiente empresarial.

Este 3.º ciclo complementa a formação de base dos candidatos pelo aperfeiçoamento de estudos e pela investigação e desenvolvimento em áreas de conhecimento emergentes. Após a conclusão do ciclo de estudos, os candidatos ficarão aptos a liderar, com rigor científico e actualidade tecnológica e metodológica, processos envolvendo a análise, concepção, modelação, produção e operação de sistemas avançados e inovadores no domínio da Engenharia Electrotécnica e de Computadores.

Objectivos específicos. Para além destes objectivos genéricos, os seguintes objectivos específicos são estabelecidos para cada uma das especialidades possíveis:   

  • Controlo e Decisão. Desenvolver competências e capacidades para elaborar modelos matemáticos, formular, analisar e resolver problemas complexos nas áreas científicas de Controlo e Decisão, incluindo optimização, estabilidade e robustez, supervisão de processos industriais e sistemas de apoio à decisão.

  • Electrónica. Fornecer formação avançada na área de Electrónica e do projecto de circuitos integrados, incluindo competências de investigação e desenvolvimento nesta área.

  • Energia. Fornecer conhecimentos a nível avançado e desenvolver capacidades de investigação e projecto na área da Energia Eléctrica, incluindo IGNOREes tradicionais e alternativas (sustentáveis), e abarcando aspectos de produção, transporte, gestão e optimização.

  • Processamento de Sinais. Desenvolver capacidades de modelação e análise de sinais (análise espectral, modelos lineares ARMA, distribuições tempo-frequência, etc.), bem como a sua aplicação em áreas inovadoras (exemplo: área de aplicações biomédicas).

  • Redes Colaborativas Empresariais. Fornecer uma formação avançada na área de Redes Colaborativas incluindo empresas virtuais, organizações virtuais e seus ambientes de gestação, comunidades virtuais profissionais, etc. Para além destes conhecimentos teóricos e modelos de referência, visa-se a aquisição de competências de análise, projecto e gestão de novas estruturas colaborativas e suas infraestruturas tecnológicas de suporte.

  • Robótica e Manufactura Integrada. Propiciar formação avançada na área de Sistemas Robóticos e Sistemas Integrados e Inteligentes de Manufactura, incluindo aquisição de competências de investigação e projecto em sistemas avançados de automação e robótica de serviços. Serão ainda adquiridas capacidades de análise e concepção de sistemas complexos, de características distribuídas, e com propriedades / comportamentos emergentes.

  • Sistemas Computacionais e Percepcionais. Aquisição de conhecimentos aprofundados em temas associados ao desenvolvimento de sistemas computacionais e percepcionais incluindo aspectos ligados à modelação de sistemas complexos evolutivos com capacidade de aprendizagem, subsistemas percepcionais (exemplo: processamento de imagem com técnicas de inteligência artificial) e modelos computacionais e tecnologias de suporte ao projecto de sistemas embutidos.

  • Sistemas de Informação Industriais. Aquisição de conhecimentos aprofundados e competências em princípios teóricos, técnicas de modelação, arquitecturas de referência, métodos de suporte à interoperabilidade, computação embutida e inteligência computacional, incluindo investigação e projecto na área de Sistemas de Informação aplicados à indústria.

  • Telecomunicações. Dotar os alunos de conhecimentos aprofundados e competências de investigação em sistemas de Telecomunicações, incluindo arquitecturas e modelos de referência, redes, protocolos, comunicações sem fios, redes estruturadas, ad-hoc e mistas.

Para além da ênfase na realização dum trabalho de investigação original, que conduza à geração de novo conhecimento, e o domínio das correspondentes metodologias de investigação científica, o Doutoramento visa ainda dotar os candidatos dum importante conjunto de competências adicionais que são requisitos essenciais face aos novos desafios na carreira dum doutorado. Assim, e de acordo com as recomendações da European University Association, o ciclo de estudos cobre um conjunto de aspectos vulgarmente designados por “soft skills” / ”transferable skills” e que inclui competências de comunicação e escrita técnica, liderança e gestão de tempo e recursos, promoção de parcerias e trabalho em equipa, ética científica e direitos de propriedade intelectual, organização de eventos técnicos, empreendedorismo e transferência de resultados de investigação para o tecido sócio-económico, etc. A compreensão e domínio dos métodos de investigação científica deverão ainda aperfeiçoar a capacidade crítica, capacidade de síntese em contextos de complexidade e grande dinamismo, preparando os candidatos para uma actuação autónoma.

Saídas profissionais

A Engenharia Electrotécnica e de Computadores está presente num larguíssimo espectro de empresas nos mais diversos sectores industriais e de serviços. Muitas dessas organizações buscam activamente a inovação e desenvolvimento de novas soluções bem assim como a sua internacionalização ou participação em redes colaborativas internacionais. Assim, começa a ser comum as empresas de alta tecnologia possuírem unidades de investigação ou de investigação e desenvolvimento que contratam elementos doutorados em Emgenharia Electrotécnica e de Computadores para liderar equipas e projectos avançados de inovação.

Os doutores em Engenharia Electrotécnica e de Computadores terão adicionalmente oportunidades profissionais em centros de investigação ou investigação e desenvolvimento associados a instituições públicas e privadas, e nas instituições de ensino superior.

Em virtude do prestígio granjeado pela FCT NOVA existem também grandes oportunidades profissionais noutros países do espaço europeu.

Caracterização geral

Código DGES

620

Ciclo

Doutoramento (3.º Ciclo)

Grau

Doutor

Acesso a outros cursos

n.a.

Coordenador

Luís Manuel Camarinha de Matos

Data de abertura

Outubro

Número de vagas

30

Propinas

(aguardam aprovação)

Estudantes nacionais: 2 750 Euros/ anual

Estudantes internacionais: 2 750 Euros/ anual

Horários

Diurno

Idioma de ensino

A disponibilizar brevemente

Requisitos para obtenção do grau ou diploma

Duração: 4 anos

Créditos totais: 240 ECTS

Áreas científicas obrigatórias

Especialidade em Controlo e Decisão

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Controlo e Decisão CD 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Electrónica

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Electrónica Etrn 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Energia

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Energia EN 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Processamento de Sinais

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Processamento de Sinais PS 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Redes Colaborativas Empresariais

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Redes Colaborativas Empresariais RC 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Robótica e Manufactura Integrada

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Robótica e Manufactura Integrada RMI 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Telecomunicações

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Telecomunicações TEL 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Sistemas de Informação Industriais

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Sistemas de Informação Industriais SSI 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Especialidade em Sistemas Computacionais e Percepcionais

Área científica Sigla Créditos (ECTS)
Obrigatórios Optativos
Ciências de Engenharia CE 42 -
Sistemas Computacionais e Percepcionais SP 186 -
Qualquer área científica QAC - 6
Temas Multidisciplinares TM 6 -
TOTAL 234 6

Condições de acesso

A disponibilizar brevemente

Regras de avaliação

A disponibilizar brevemente