Dinâmica de Bacias Sedimentares

Objetivos

Dar formação de base com vista à caracterização dos principais mecanismos de formação, subsidência e preenchimento de bacias sedimentares, assim como desenvolver um conhecimento aprofundado sobre a estrutura, processos tectónicos (em domínios compressivos, distensivos e transcorrentes) e geofísicos condicionadores da evolução de bacias sedimentares. Aplicação à pesquisa de recursos naturais.

Caracterização geral

Código

10944

Créditos

6.0

Professor responsável

José Carlos Ribeiro Kullberg

Horas

Semanais - A disponibilizar brevemente

Totais - 51

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

Formação em áreas de base relativas à Análise de Bacias Sedimentares, designadamente de Estratigrafia, Sedimentologia e Geologia Estrutural.

Bibliografia

Allen, P. A. & Allen, J. R. (2004) - Basin Analysis. Principles and Applications. Wiley-Blackwell, 2nd ed., 560 p.
Busby, C. J. & Ingersoll, R. V. (eds.) - Tectonics of sedimentary basins. Blackwell Sci., Inc. Cambridge, 579 p.
Einsele, G. (1992) - Sedimentary basins. Evolution, facies and sediment budget. Springer-Verlag, Berlin, 628 p.
Mial, A. D. (2000) - Principles of sedimentary Basin Analysis. Springer-Verlag, 3rd ed., Berlin, 628 p.
Wangen, M. (2010) - Physical Principles of Sedimentary Basin Analysis. Cambridge Univ. Press, 527 p.
Lista de artigos em revistas, acessíveis através da b-on, a fornecer durante as aulas.

Método de ensino

O ensino, apoiado na utilização de projecções multimédia e a métodos de e-learning
(recurso ao programa Moodle), incluirá aulas teóricas e práticas. Nas aulas práticas os
alunos farão a interpretação de cartas geológicas realizando perfis geológicos
seleccionados.
No que se refere à componente prática, a avaliação terá uma componente contínua,
através da realização de relatórios relacionados com a análise das cartas geológicas e da
avaliação dos livros de campo utilizados nas visitas de estudo. Quanto à componente
teórica no final da disciplina os alunos realizarão uma apresentação oral sobre um tema
à escolha, com base em consulta bibliográfica de livros e artigos da especialidade, e um
exame final.

Método de avaliação

A avaliação é constituída por duas componente: Teórico-prática (50% e apresentação de um trabalho monográfico (até 20 páginas) de investigação sobre temas correlativos, distribuídos pelo docente e escolhidos pelos alunos (50%)

Conteúdo

Teóricas
1.Conceitos básicos para a análise de bacias sedimentares.
2.Interacção de diferentes áreas das Ciências Geológicas na análise de bacias sedimentares.
3.Ciclo de Wilson. Enquadramento da formação e evolução de bacias sedimentares nos modelos de construção e evolução das margens continentais.
4.Classificação e análise de bacias sedimentares numa perspectiva de tectónica global. Evolução de ambientes e do respectivo registo sedimentar em diferentes ambientes tectónicos.
5.Estruturas de deformação sin e pós-deposicional marcadoras da dinâmica intra- e extra- bacinal.
6.Reconstruções paleogeográfiicas, paleotectónicas e paleoclimáticas; critérios e métodos.
7.Principais recursos económicos em bacias sedimentares. Armadilhas e reservatórios para recursos e selecção de locais para resíduos.
Práticas
Construção de cartas paleogeográficas simplificadas com base em cartografia geológica em contextos sedimentares. Saídas de campo em áreas com diferentes contextos tectónicos.

Cursos

Cursos onde a unidade curricular é leccionada: