Tópicos de Teoria da Literatura

Objetivos

Esta unidade curricular tem um cariz monográfico, refletindo a investigação em curso do docente responsável. Serão discutidos tópicos de teoria literária em referência a uma seleção de textos que nela se enquadrem, com os seguintes objetivos de aprendizagem:
(1) familiarizar os alunos com questões e conceitos fundamentais de teoria literária a partir da análise textual e de problemas de interpretação suscitados por obras literárias, críticas e filosóficas;
(2) assegurar o amadurecimento das suas capacidades analíticas e estimular a teorização a partir de textos literários;
(3) garantir que tal teorização se fundamente a nível textual e seja congruente numa perspectiva filosófica e históricoliterária;
(4) assegurar que os conhecimentos adquiridos se traduzam para uma escrita clara, coerente, rigorosa e relevante.

Caracterização geral

Código

722091106

Créditos

10.0

Professor responsável

Golgona Luminita Anghel

Horas

Semanais - 3

Totais - 280

Idioma de ensino

Português

Pré-requisitos

N/A

Bibliografia

  • ADORNO, T. Prismas: crítica cultural e sociedade. Trad. A. Wernet e J.M. Brito de Almeida. São Paulo: Editora Ática, 1998.
  • BENJAMIN, W., Ensaios sobre Literatura. Trad. J. Barrento. Lisboa: Assírio & Alvim, 2016.
  • BLANCHOT, M., O espaço literário. Trad. A. Cabral, Rio de Janeiro: Editora Rocco, 1987.
  • ___, La part du feu. Paris: Éditions Gallimard, 1949, 1984.
  • ___, O Livro Por Vir. Trad. R. Louro, Lisboa, Relógio D'Água, 2020
  • CORNGOLD, S., Franz Kafka. The Necessity of Form. Ithaca e Londres: Cornell University Press, 1988.
  • DELEUZE, G. e GUATTARI, F. Para uma literatura menor. Trad. R. Godinho. Lisboa: Assírio & Alvim, 2003.
  • GADAMER, H. G., Hegel's Dialectic. Trad. P. C. Smith, New Haven e Londres: Yale University Press, 1976.
  • KAFKA, F., A Metamorfose. Trad. Isabel Castro Silva. Lisboa: Relógio D'Água, 2005.
  • ___, Diários, Trad. I. Castro Silva. Lisboa: Relógio D'Água, 2014.
  • PIPPIN, R., Hegel on Self-Consciousness. Princeton: Princeton University Press, 2011.

Método de ensino

Esta unidade curricular decorrerá nos termos habituais de um seminário. À componente expositiva, seguir-se-á um debate em que todos os alunos deverão participar. A componente expositiva visa enquadrar e delimitar questões histórico-literárias, filosóficas, conceptuais e de análise textual suscitadas pelas leituras, ao mesmo tempo que desenha um argumento a seu respeito. O momento de debate, servindo, sempre que útil, para a recapitulação e o esclarecimento de dúvidas, busca ser não só a organização de conclusões, mas sobretudo um ponto partida para a teorização e seu constante questionamento.

Método de avaliação

Avaliação Contínua - Prova escrita presencial(50%), Trabalho escrito final (50%)

Conteúdo

A partir de A Metamorfose,de outros escritos de, e sobre, Kafka, e de ensaios em torno do cap. IV da Fenomenologia do Espírito,procurar-se-á descrever e relacionar entre si alguns conceitos de 'eu' (self),'escrita','interpretação', e 'reconhecimento'.
Aula 1:
Métodos e avaliação.Breve introdução.
Aulas 2-7:
Panorâmica do estado da arte sobre Kafka e A Metamorfose.
O nome 'Gregor Samsa'.
A arquitectura de e em A Metamorfose.
Intertextualidades: Sacher-Masoch, Flaubert, Dostoievski.
A perda da linguagem.
A metamorfose de Gregor Samsa enquanto alegoria da escrita.
Figurações e desfigurações do autor.
Alegorias da interpretação em A Metamorfose.
Aulas 8-10:
A Fenomenologia do Espírito (Cap. IV).A constituição intersubjectiva do 'eu'. Autoconsciência;desejo;reconhecimento.
Capitalismo,alienação e a figura de Gregor Samsa.(Hegel,Pippin,Gadamer,Adorno)
Aulas 10-14:
Desistência e negação do reconhecimento.A morte de Gregor.
A metamorfose de Grete Samsa.
Modernidade,escrita,morte. (Blanchot)